segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Proposta para vocês ! Vocês decidem !

Eu estive a pensar eu acho que tive uma ideia interessante e decidi reparti-la com vocês! Eu reparei que muitas de vocês ficaram admiradas pela grande volta que a historia deu, como eu disse eu estive a pensar e tive a ideia de fazer digamos que uns Capítulos Extras onde eu retrate como foi o casamento, a apresentação de Vanessa aos pais e aos outros membros da família de Zac, a lua de mel, a reacção da Maria, da Ashley e outros amigos da Vanessa, alguns encontros com a Lindsay etc ...
Bom esta foi a minha ideia e se vocês estiverem de acordo os próximos postes serão sobre tudo o que eu mencionei em cima, podem ficar descansadas que a historia nao vai sofrer qualquer tipo de modificações, eu apenas vou mostrar-vos os capítulos mais marcantes nestes dois anos de casamento. Logo depois a historia vai continuar! O que eu penso fazer, se vocês concordarem, vai ser mais ao menos quatro ou cinco capítulos, nao mais, logo depois recomeço com a historia. Bom digam o que vocês acham acham com comentários, sejam sinceros e honestos, se nao gostarem da ideia nao tem problema tudo continua como esta. Se houver mais pessoas a dizer que aceitam a concordam com a ideia eu vou pôr em pratica os capítulos extra o mais rápido possível, se houver mais pessoas a dizer que nao concordam com a ideia tudo continua como esta! Espero que dêem a vossa opinião e sejam sinceros!
Beijos e espero o vosso comentário! Mano :)

sábado, 24 de dezembro de 2011

Infiltrada ....

Ja postei o Primeiro Capitulo no Blogue Infiltrada, passem por la e dêem a vossa opinião! BEIJOS!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Sexto Capitulo -mudar de vida-

Presentinho para as melhores leitoras do mundo!!!!! NOVO CAPITULO!!!! BEIJOS E COMENTEM SUAS MALUCAS QUE ROEM AS UNHAS AO LER OS MEUS CAPÍTULOS! Prepara-te Evelly, se tu ja roías as unhas a partir de agora vais come-las ainda antes de chegares aos fim dos capitulo ... kkkk ... BRINCADEIRA!!! BOM NATAL MEUS AMORES!




Olhou para o relógio e já eram 5 horas, saiu de casa e apanhou um táxi, em pouco tempo estava na empresa, respirou fundo e entrou, a partir de agora vida nova. Passou pela mulher que da ultima vez que la esteve fez cara feia quando a viu, chamava-se Amanda e voltou a fazer a mesma coisa assim que a voltou a ver só que desta vez pegou imediatamente do telemóvel e escreveu uma mensagem, Vanessa nem quis saber, nem seu deu ao trabalho de falar com ela, seguiu logo para o piso onde era a sala de Zachary, mais uma vez arrancou olhares de cobiça de todos os homens que por ela passaram, entrou no elevador e para infelicidade dela estava cheio ... De homens, estava a sentir-se desconfortável pois viu que todos olhavam para as suas percas e para o seu rabo, rezou para que o elevador chegasse logo ao seu destino ... Finalmente o elevador abriu-se e para felicidade de Vanessa Zachary estava a falar com Monique e assim que viu Vanessa sorriu, Vanessa saiu do elevador e foi ter com eles que a esperavam com um sorriso nos lábios, quando Vanessa chegou la deu um beijo na bochecha de Monique que retribuiu e um abraço em Zachary, sabia que iriam ter de fingir que estavam apaixonados mas ainda nao sabia se ele tinha ou nao falado com os pais ou com Lindsay, mais vale ter cuidado do que pôr tudo a perder ...
Zachary : então preparada para a sessão? -perguntou Zachary a sorrir enquanto levava Vanessa para a sua sala acompanhado por Monique-
Vanessa : sinceramente, nao! -disse Vanessa a rir-se- estou super nervosa, parece que tenho uma maquina na barriga que a faz andar as voltas sem parar!
Monique : isso é normal mas tem de ter calma, se quer que tudo corra bem tem de ir para a sessão calma e confiante, seja você própria que tudo vai correr bem! -disse Monique enquanto passava um pouco da sua confiança para Vanessa-
Zachary : a Monique tem razão, nao vale a pena ficares assim, vai correr tudo bem, vais ver!
Vanessa : espero que vocês estejam certos! -disse Vanessa sem certezas-
Monique : eu vou falar com o Pepe (fotografo da empresa) e quando estiver tudo pronto eu venho chamar-vos! -Monique saiu da sala e deixou Zachary e Vanessa sozinhos, Vanessa começou a andar de um lado para o outro-
Zachary : pára com isso! nao vale a pena ficares assim, vai correr tudo bem, eu tenho a certeza!
Vanessa : eu se fosse a ti nao tinha tanta certeza, eu nunca fiz isto na minha vida, tenho medo que alguma coisa corra mal e que eu estrague tudo!
Zachary : se pensares assim é mesmo capaz de alguma coisa correr mal, tens de ter pensamento positivo e pensar que tudo vai correr bem!
Vanessa : tudo bem! Ja falaste com os teus pais sobre aquilo? -perguntou Vanessa com a cabeça tombada para o lado-
Zachary : já, falei ontem com eles, quando cheguei a casa a Lindsay ainda la estava a fez um escândalo exagerado, eu nao queria ter contado tudo assim mas teve que ser, já nao conseguia ouvi-la mais a gritar aos meus ouvidos! -disse Zachary sentando-se na mesa virado para Vanessa-
Vanessa : eu percebo, por aquilo que me dizes ela nao é fácil de aturar! -disse Vanessa rir-se- como os teus pais reagiram?
Zachary : surpreendentemente bem, pelo menos o meu pai reagiu surpreendentemente bem. Eu sabia que a minha mãe me ia apoiar fosse qual fosse a minha decisão com o meu pai é que eu estava na duvida mas graças a Deus ele reagiu bem e nao é contra eu me casar contigo!
Vanessa : menos mal, pelo que me dizias pensava que o teu pai ia ser um problema!
Zachary : eu também mas felizmente nao foi, pelo primeira vez em anos ele pareceu-me que tinha voltado a ser o que era á anos atrás, voltou a preocupar-se com aquilo que eu queria e isso é óptimo!
Vanessa : talvez o teu pai precisasse ouvir algumas verdades e tu disseste-as ontem!
Zachary : é, eu acho que foi isso!
Vanessa : e sobre a Maria, falas-te? -perguntou Vanessa receosa da resposta-
Zachary : falei e ai sim eles ficaram em choque, pensaram que eu era o pai e que lhes tinha escondido uma filha!
Vanessa : que lhes disses-te sobre o pai dela?
Zachary : a verdade! -Vanessa arregalou os olhos- Disse que ele te tinha abandonado e que nao assumiu as responsabilidades dele! Disse também que ia assumir a Maria como filha e que a a partir daquele momento eles eram avós! -agora Vanessa ficou mais calma- Achavas mesmo que eu lhes ia contar a tua vida toda? Esse assunto ninguém precisa de saber! É passado e o passado fica do passado!
Vanessa : então quer dizer que eles nao levantaram problema nenhum por eu ter uma filha?
Zachary : nao, muito pelo contrario, a minha mãe ficou toda derretida e o meu pai bobo a olhar para uma foto dela! Eles vão adorar-te e por falar nisso eles querem que tu hoje vás jantar la a casa! -disse Zachary pegando nas mãos de Vanessa-
Vanessa : eu? Hoje?
Zachary : sim, afinal eu já estou contigo á dois anos e nunca falei de ti aos meus pais!
Vanessa : 2 anos? tu disses-te aos teus pais que estamos juntos á dois anos?
Zachary : se eu lhes disse-se que te conheço á três dias e que vou casar contigo eles achavam no mínimo estranho nao achas?!
Vanessa : é tens razão! mas e quanto á Maria, eu nao lhe posso dizer para que ela diga que te conhece á dois anos, ela é uma criança!
Zachary : quanto á Maria dizemos que nunca ma apresentaste porque tinhas medo que o nosso relacionamento nao desse em nada e nao querias que ela se apegasse a ninguém que depois tivesse de largar!
Vanessa : estou a ver que pensaste em tudo! -disse Vanessa a brincar-
Zachary : tem de ser, nao quero que nada dê pro torto!
Vanessa : eu também nao! -Zachary e Vanessa continuaram a falar sobre o "casamento" durante mais ao menos uma hora, Monique já tinha ido avisar que estava tudo pronto para a sessão mas Zachary disse que tinham tempo e que estava a falar de assuntos importantes com Vanessa, nao queria ser incomodado. Sem repararem Vanessa estava sentada no colo de Zachary e ele na sua cadeira, estavam a mexer no PC á procura de sítios para viajar, ainda nem tinham data marcada mas já estavam a pensar na lua-de-mel, estavam indecisos entre México e Paris, nem deram pelo tempo passar, estavam envolvidos naquele assunto, a conversa fluía tão bem que Zachary se esqueceu completamente dos compromissos que tinha marcado praquela tarde tiraram os olhos do PC quando ouviram a porta abrir-se e fechar com toda a força, Zachary quase teve um colapso quando viu quem era, Vanessa apenas ficou assustada pelo olhar mortal que lhe mandaram-
Monique : senhor Zachary eu avisei a Lindsay que o senhor nao queria ser incomodado mas ela fez de conta que nao ouviu e entrou na mesma! -agora Vanessa percebia o porquê do olhar daquela mulher extremamente bonita, Zac tinha-lhe dito que ela nao reagiu bem com o fim do "noivado" e concerteza que foi la para tirar satisfaçoes-
Zachary : nao tem problema Monique, faz me o favor de levar a Vanessa para a sessão que eu vou já la ter!
Vanessa : nao! Eu nao saio daqui, eu acho que eu preciso mesmo de falar com a Lindsay! Vai ser ate bom! -disse Vanessa para admiração de Zachary-
Lindsay : eu nao tenho nada para falar contigo coisa insignificante, eu vim aqui para falar como meu noivo! MEU! -Lindsay frisou bem a parte do MEU noivo-
Zachary : Lindsay nos já nao estamos noivos!
Lindsay : detalhe insignificante, vamos voltar a estar, muito em breve!
Monique : eu vou sair! -Monique saiu e ficou na sala apenas Zachary, Lindsay e Vanessa-
Vanessa : agora nos vamos conversar e muito asserio! -disse Vanessa seria-
Lindsay : eu já disse que nao tenho nada para falar contigo!
Vanessa : nao queres falar nao falas mas vais ouvir -Lindsay ia falar mas Vanessa nao deixou- e calada! Antes de tudo eu sei que nao deve ser fácil perder-se o noivo visto que eu perdi o meu namorado por tua causa mas tu sempre soubeste que o noivado nao era serio, que o Zac só se ia casar contigo por causa da empresa e agora que nao precisa fazê-lo largou-te, ele agora vai casar-se com a pessoa que gosta e vai ficar com a empresa! O que há de complicado em entender?
Lindsay : tu é que ainda nao entendeste que o Zachary nao se vai casar com ninguém a nao ser comigo! Eu sempre gostei dele, já o conheço á anos e agora que ia conseguiu aquilo que eu sempre quis aparece uma qualquer e tira-mo?! Tu achas mesmo que eu vou deixar as coisas ficarem assim? O Zachary é meu e nao és tu que mo vais tirar! Nem tu nem ninguém!
Zachary : Lindsay eu nunca fui teu, eu nunca concordei com este casamente, eu apenas aceitei porque pensei que a Vanessa nao se queria casar comigo mas agora que sei que quer eu nao me vou casar contigo e deixa-la sozinha!
Lindsay : Zachary tu precisas de uma mulher do teu nível ao teu lado, uma mulher que tenha os teus costumes e saiba aquilo que tu precisas! Tu achas que ela vai saber-se comportar quando estiver á frente dos teus amigos? Achas que ela vai saber qual o copo ou talher usar? Ela vai envergonhar-te! -disse Lindsay rebaixando Vanessa totalmente- Basta olhar para ela para saber que nunca na vida deve ter visto um garfo ou faca de peixe! -disse a rir-se- É este o tipo de mulher que queres a teu lado, uma mulher que vai fazer os outros rirem por pena? Fico abismada por saber que é isto que tu queres para a tua vida! -disse dirigindo-se ate á porta ainda aberta-Quando reparares que ela não é para ti sabes onde me encontrar, eu vou ficar á tua espera porque sei que assim que o primeiro obstáculo aparecer esse vosso namoro vai acabar e tu vais voltar para mim Zachary! Ate la fica bem e desejo-te boa sorte para não manchares o teu nome por causa dessa vadia que só quer o teu dinheiro! -depois de dizer tudo aquilo que pensava Lindsay saiu da sala de Zachary porem quando ia a entrar no elevador sentiu alguém puxa-la com força pelo braço fazendo todos que estavam naquele piso olhar para ela- ainda não chegou aquilo que ouviste? queres mais é? -disse Lindsay tentando soltar-se, porem foi em vão-
Monique : Vanessa tenha calma, não faça nada que depois não se venha arrepender! -disse Monique ao ver o estado em que Vanessa olhava para Lindsay-
Vanessa : eu vou arrepender-me é se não fizer aquilo que eu tenho vontade!
Lindsay : e o que é que tu tens vontade de fazer? -disse sarcástica- Tens vontade de chorar depois de ouvir tudo aquilo que eu disse? Pois bem, chora que eu não quero nem saber, eu só disse a verdade, TU NÃO PASSAS DE UMA VADIA QUE SÓ QUER BAR O GOLPE DO BAÚ AO ZACHARY! -disse Lindsay em altos berros, todos na empresa ficaram chocados com a cena que estavam a presenciar- eu só estou a dizer aquilo que todos desta empresa vão pensar assim que souberem que o Zachary se vai casar contigo porque acha que tu o amas, soubeste bem dar-lhe a volta mas a mim não ma das!
Vanessa : isto foi por me teres ofendido! -sem medos ou embaraços Vanessa larga Lindsay e da-lhe uma valente chapada que a faz virar a cara para o lado, Lindsay olhou chocada e com a cara vermelha para Vanessa- não olhes com essa cara para mim! Tu achavas mesmo que eu ia ouvir isso tudo e não ia fazer nada? Ao contrario de ti eu não tenho sangue de barata, sou uma pessoa e tenho os meus limites e tu ultrapassaste-os assim que me começas-te a ofender! Eu não tenho a culpa se tu não conseguiste dar conta do recado, (Vanessa estava a referir-se a Zachary) eu não tenho a culpa que ele não goste de ti e muito menos tenho a culpa que ele não queira casar contigo! -Zachary olhava a cena atentamente, nunca imaginou ver uma cena daquelas na sua empresa- Que seja a ultima vez que me ofendas! Eu não tenho paciência para as tuas cenas de criança mimada que nunca ouviu um não uma vez na vida! Sou mais velha que tu e acho bom que me respeites, para a próxima eu não vou deixar as coisas apenas por aquilo, para a próxima, que para teu bem eu espero que não haja, eu arranco esses teus apliques baratos a que tu chamas de cabelo e tiro também esses cílios dos teus olhos com as minhas próprias unhas! Estamos conversados, sai da minha frente antes que eu te arrebente toda! -quando Lindsay estava a ir embora ouvir-se uma voz forte naquele piso-
XXX : ninguém vai embora daqui antes de me explicarem que cena foi esta que eu acabei de presenciar na minha empresa! Quem é a menina? -disse o homem apontando para Vanessa-
Lindsay : não sabe senhor Efron? -disse Lindsay a chorar, lágrimas falsas, fingidas- esta é a mulher que o seu filho quer colocar na vossa família, é com esta violenta e perigosa mulher que o seu filho quer casar! O senhor não pode permitir que uma pessoa deste calibre entre na sua família! Viu o que ela fez comigo? -disse falsamente ao lado do pai de Zachary que olhava par Vanessa com um olhar que ela não conseguia perceber o que queria dizer-
Zachary : nada que tu não merecesses Lindsay! -disse metendo-se no meio da conversa- ninguém te mandou ofende-la, como ela mesma te disse, ela não tem sangue de barata e tu só colheste aquilo que semeaste! Não venhas com essa cara de santa que tu é que chegaste logo a ofende-la!
Pai de Zachary : isto é verdade menina? -disse o pai de Zachary calmamente a Vanessa-
Vanessa : é, eu não sou de agredir ninguém, e peço imensas desculpas por ter feito o que fiz na sua empresa mas quando me ofendem eu não me consigo controlar, não admito que ninguém o faça principalmente uma filhinha do papa que não sabe o que é a vida! -disse, o pai de Zachary apenas sorriu-
Pai de Zachary : tubo bem, para a próxima que queria bater em alguém, se esse alguém a ofendeu, pode fazê-lo mas não o faça na minha empresa pois como viu este momento fez com que todo este piso parasse, para a próxima faça-o num lugar mais reservado! -Vanessa nada disse, apenas se riu e acenou com a cabeça, enquanto Lindsay fumegava de raiva- e só um conselho, para a próxima não dê apenas um estalo, vá directamente para os puxões de cabelos que é bem mais interessante! -todos tiveram que rir com aquele comentário, depois disto todos voltaram ao trabalho, e Lindsay claro, fui embora cheia de raiva dentro de si, o pai de Zachary voltou para a sua sala e Zachary acompanhou Vanessa ate á sala onde iria ser a sessão de fotos-
Vanessa : desculpa pela cena mas eu não me aguentei, tive de ir para cima dela, foi mais forte do que eu!
Zachary : não tem problema, ele mereceu e como visto ate o meu pai achou piada! Vai arranjar-te para as fotos que eu vou falar com o Pepe!
Vanessa  tubo bem!
Vanessa foi arranjar-se para as fotos juntamente com uma funcionaria que trabalhava na empresa, arranjaram-lho o cabelo, maquilharam-na, vestiram-na e tudo mais ... Todos foram com a cara de Vanessa, acharam-na simpática, simples e acima de tudo verdadeira, perguntavam-se como uma mulher linda como Vanessa conseguia ser tão insegura. A sessão correu simplesmente maravilhosamente bem, Pepe adorou Vanessa e Vanessa adorou Pepe, ficaram logo amigos e claro Pepe não conseguiu deixar de mandar uma boca simpática por Vanessa ter conseguido tirar o patrozão gostosão da horrível Lindsay, (malta o Pepe era gay) óbvio que Vanessa conseguiu um lugar na empresa juntamente com uma sessão para fazer, desta vez asserio, Vanessa iria ser a nova cara na marca da empresa, todos concordaram, inclusive Zachary e o pai de adoraram as fotos, era exactamente aquela imagem que queriam passar, uma mulher elegante mas natural, linda mas sem exageros, maravilhosa mas uma mulher como todas as outras, Vanessa era ideal para aquele lugar. Vanessa não sabia encaixar a tanta felicidade que sentiu ao ouvir que iria ser modelo e ainda mais a cara de uma marca, ficou radiante e apenas conseguiu abraçar Zachary. A partir daquele dia tudo na vida de Vanessa mudou.
Ja se tinham passados dois anos, Vanessa encontrava-se com 32 anos e Zachary também, Maria ja tinha os seis e estava no primeiro ano de escola, Vanessa tinha-se casado com Zachary, foi um casamento lindo, com tudo aquilo que ela nunca pensou um dia ter, limusina, vestido branco com uma cauda gigante, bolo com 3 andares, marcha nupcial, lua de mel ... oh sim, a lua de mel foi em Paris, na bela cidade de Paris, Vanessa ainda se lembrava como se fosse ontem de todos os bons momentos que passou com Zachary em Paris, foi la que tiveram a primeira noite como casal, a primeira de muitas, porem a mais especial, foi la que eles conheceram cada centímetro um do outro, cada detalhe ...
Flash Back ...
Ambos entraram no quarto onde iriam passar pela primeira vez a noite juntos, como casados, estava só a luz de velas e uma música romântica de fundo. Vanessa sorriu, Zachary tinha preparado tudo! O seu estômago gritava por dentro, ela deu um suspiro alto. Zachary pegou na sua mão levando-a pro quarto, Vanessa viu que a cama tinha pétalas de rosas, o lençol era branco e de seda e o quarto com um aroma delicioso, seria perfume? Vanessa sentou-se na cama a sorrir para Zachary, ele vai lentamente até a ela, se ajoelha e tira as sandálias de Vanessa bem devagar. Ela não conseguia parar de sorrir, o seu coração parecia que ia explodir. Zachary levanta-se sentando-se ao lado de Vanessa pegando uma das mexas soltas e a colocando atrás da orelha. Lá sua mão ficou, na nuca dela, Vanessa se aproxima bem devagar, os lábios de Zachary entreabertos, deixando o ar úmido e com cheiro de hortelã escapar, fazendo Vanessa se aproximar mais. Zachary coloca suas mãos na cintura de Vanessa e finalmente a beija, um beijo de necessidade, calmo no começo e mais rápido depois. Vanessa entrelaça os dedos nos cabelos de Zachary, o puxando mais contra ela, o desejo veio e ficou. Sem se separar de Zachary, Vanessa se senta de frente a ele, sentando no seu colo, e enroscando as pernas em volta dele. Zachary começa a apertar sua cintura, cada vez com mais força, fazendo Vanessa dar leves suspiros. Ela tira o blazer de Zachary, jogando-a no chão, depois Vanessa coloca suas mãos nos peitorais de Zachary os apertando com força. Zachary coloca suas mãos por dentro do vestido de Vanessa, acariciando suas pernas e dando leves apertões, depois ele sobe mais a mão e passa pelas costas de Vanessa as arranhando. Vanessa se separa dos lábios de Zachary por um instante e tirando sua camisa, deixando o tórax de Zachary á mostra. Ela começa a beijar o pescoço de Zachary, passando para a clavícula e descendo até seus peitorais. Zachary que ainda estava com a mão por dentro do vestido de Vanessa, pousa sua mão na bunda dela dando um apertão, fazendo Vanessa soltar um suspiro mais alto. Delicadamente, ele tira o vestido de Vanessa, deixando ela apenas de sutiã e calcinha, essa era a vez dele beijar o pescoço de Vanessa, Zachary intercalava entre mordidas e beijos. Vanessa beijava Zachary com vontade, ela não estava mais com medo, nem nervosa, então ela desce suas mãos até o botão de calça de Zachary desabotoando rapidamente. Zachary desceu seus lábios para a clavícula de Vanessa, desabotoando seu sutiã e o jogando de lado. Vanessa volta seus lábios para os de Zachary, ela o empurra para a cama e o beija com mais vontade. Depois Vanessa puxa as calças de Zachary e começa a beijar sua barriga. Zachary gostava daquelas carícias soltando suspiros também, então ele inverteu a posição deixando Vanessa por baixo e ficando entre suas pernas. Zachary passava seus lábios pelos seios de Vanessa até chegar a sua barriga, então ele tirou a calcinha dela, dando um beijo de cintura de Vanessa e voltando para os lábios dela. Vanessa passava suas mãos pelas costas de Zachary o arranhando de leve e soltando altos gemidos quando Zachary beijava seus seios. Zachary se levantou e tirou sua cueca, ele se encaixou no meio de tuas pernas novamente e começou a penetrar bem devagar, Vanessa colocou as mãos em suas costas por baixo da camiseta e o arranhou bem de leve, gemendo alto. A noite não acabou por ali. Zachary sentia-se feliz por poder sentir o perfume de Vanessa, estava feliz por tê-la nos seus braços, os dois adormecem sorridentes, aquela noite, fora a melhor de suas vidas.
Fim de Flash Back ...
Lembrava-se daquela noite como se fosse hoje, a melhor noite da sua vida, a noite onde percebeu que se encontrava perdidamente, perigosamente apaixonada pelo seu marido, antes de se casarem ja se tinham beijado e tudo mais mas aquela noite foi especial, foi como uma confirmação para todas as suas incertezas, para todos os seus medos. 
No mesmo dia em que soube que a sua carreira de modelo iria começar Vanessa conheceu os pais de Zachary formalmente, amou-os logo de vista e eles a Vanessa, Maria estava num contentamento sem tamanho, para quem á dias trás nem sequer pai agora tinha ganho uma família e ate avós tinha, avós que amavam e a mimavam ate demais. Vanessa sentia-se realizada e feliz ao lado do homem que amava e a fazia feliz, a ela e a sua filha que tratava Zachary como se ele fosse realmente seu pai, coisa que ele era, visto que era ele quem lhe dava amor, carinho, que a ajudava nos trabalhos da escola, que a livrava que vários sermões que Vanessa dava, que a tirava dos castigos, que a ensinou a andar de bicicleta mas que quando também era preciso lhe dava varias lições de moral, Maria amava Zachary como pai e Zachary amava Maria como filha, eram uma típica família de Los Angeles, uma família feliz que vivia em clima de paz e harmonia, porem havia quem estivesse a pensar numa maneira dessa felicidade acabar ...e o mais rápido possível ...



Espero que tenham gostado deste capitulo e que tenham percebido o rumo da historia, a partir de agora as coisas vão ser bem mais dramáticas, finalmente eles vai assumir amor um pelo outro (quando não sei mas sei que vão), vai haver separações, choros, alegrias, risos, sofrimentos ... Preparem-se para o novo ano e também para uma nova fase de "A Prostituta e o Empresário" ...
Fiquem bem, comentem e feliz NATAL e ANO NOVO! Beijos Manu :) 






quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Quinto Capitulo -acabou o noivado, a partir de agora vida nova-

Com Zachary no carro ele ainda nao se acreditava que se tinha livrado de Lindsay, verdade que ainda tinha de falar com os pais e tudo mais mas o mais complicado, ou o que ele pensava ser o mais complicado, estava feito, tinha arranjado a mulher com quem iria embarcar nesta aventura, e essa mulher era Vanessa, que mais ele poderia querer?! Ligou o carro e seguiu para casa com um sorriso estampado nos lábios, chagou a casa e nem se apercebeu dos carros que estavam á porta, estava demasiado feliz para reparar numa coisa dessas, abriu a porta e viu que a noite ainda ia ser longa ...
Lindsay : quem é vivo sempre aparece! -disse Lindsay a fumaçar de raiva- posso saber por onde tens andado? -perguntou Lindsay, como se ainda nao soubesse onde ele estava, ou melhor com quem estava-
Zachary : em algum lugar, -disse Zachary ainda sem perder o sorriso nos lábios, esperou cerca de 3 segundos e continuou- em algum lugar que nao te diz respeito!
Lindsay : como assim nao me diz respeito? -disse Lindsay exaltada- tu es meu noivo, o meu futuro marido e nao me diz respeito onde estiveste?!
Zachary : é exactamente isso que tu ouviste, nao te diz respeito! E quanto ao ser teu noivo isso está prestes a mudar!
Mãe de Zachary : como assim está prestes a mudar filho? -disse a mãe de Zachary compreensiva, era a única no meio daquelas pessoas todas que Zachary ainda tinha guardado o mínimo de respeito e carinho-
Zachary : e seu tempo todos vocês iram saber mas posso já anunciar o fim deste noivado, se é que podemos chamar a isto noivado, isto esta mais para uma fantochada!
Pai de Zachary : sem noivado nao há empresa!
Zachary : eu sei mas nao se preocupe a empresa vai ser minha mas nao desta forma, nao a sacrificar a minha felicidade e a minha vida, eu vou casar-me mas nao com a Lindsay nem com qualquer outra mulher que o pai ache correcto, eu vou casar-me com a mulher que eu escolher para passar o resto da minha vida! Mulher cuja qual tenho a certeza que posso confiar e que sei que nunca me vai decepcionar, a mulher que me vai dar filhos e acima de tudo amor! Eu nao quero que a minha vida seja uma mentira, eu quero um casamento verdadeiro e sem falsidades, eu quero casar-me por amor e é isso que eu vou fazer, quer queiram ou nao! -disse Zachary deixando todos naquela sala de boca aberta, o seu casamento com Vanessa nao era por amor mas por carinho com certeza e ninguém sabe o que o futuro reserva, o amor pode entrar na sequência daquele casamento, Zachary sabia que isso poderia acontecer e saber disso nao o assustava, muito pelo contrario, o seu casamento com Vanessa podia nao ser totalmente verdadeiro mas tinha sentimentos, sentimentos de amizade, carinho, respeito, afecto ... nao iria contar aos pais do passado de Vanessa pois sabia que isso era impedimento praquele casamento, iria guardar isso para si. Nada nem ninguém o iria impedir de casar com Vanessa e assumir Maria como filha, Zachary estava decidido-
Lindsay : essa tua decisão tem a ver com a vadia que hoje foi á empresa nao foi?! Foi com ela que estiveste ate agora, foi com ela que dormiste ontem! Foi nao foi?! -perguntou Lindsay completamente descontrolada, Lindsay era obcecada por Zachary e nao iria ser uma vagabunda qualquer que o iria roubar dela. Zachary era seu, sempre foi e isso nao iria mudar agora, pelo menos era isso que Lindsay pensava-
Zachary : queres mesmo que eu responda? -Lindsay continuou com os olhos fixos em Zachary- sim foi com ela que eu passei a tarde de hoje e a noite de ontem, é com ela que eu me vou casar e é com ela que eu vou ter filhos. E antes de falar nela lava essa tua boca que tu nao lhe chegas nem aos calcanhares! Ela é uma grande mulher, uma mulher que tu nunca mais ser na tua vida! Ela é bem melhor que tu, em tudo! -disse Zachary sem o menor tipo de pena de Lindsay, ela merecia ouvir aquilo tudo, eram apenas verdades, verdades que Lindsay precisava ouvir para perceber de uma vez por todas que o mundo nao girava á volta dela-
Pai de Lindsay : cuidado com a língua rapaz, eu nunca abri a boca para falar sobre este casamento mas quando tratam mal a minha filha eu nao respondo por mim!
Zachary : você nao tem qualquer tipo de moral para falar, sabia que este casamento nao era nem nunca seria verdadeiro e mesmo assim continuou de acordo! O senhor praticamente vendeu a sua filha para poder ter mais estatuto, o senhor devia ter vergonha de abrir a boca!
Mãe de Zachary : filho tem calma, nao digas coisas que mais tarde te possas arrepender!
Zachary : eu ia arrepender-me era se continuasse com esta farsa, eu nao quero viver uma mentira e nao vou viver, esta fantochada acaba aqui! Ja amanha irei informar toda á gente que este noivado acabou!
Pai de Zachary : tu nao vais fazer nada disso! Ja pensaste naquilo que as pessoas vão pensar quando souberem que o noivado acabou?! Ainda á tempo atrás anunciamos o noivado e agora vais anunciar que acabou?! Isso nao pode ser!
Zachary : pode sim e vai acontecer! Eu nao vou sacrificar a minha felicidade por um casamento de mentira quando posso ter um verdadeiro!
Mãe de Zachary : e tu tens a certeza que tu queres casar com essa rapariga?
Zachary : tenho mãe. Eu tenho a certeza que é com ela que eu vou casar e que vou ser feliz!
Mãe de Lindsay : e a minha filha? como ela fica no meio desta historia? é ela quem vai ficar no papel da coitadinha que foi trocada por uma qualquer!
Zachary : uma qualquer é a senho ... -Zachary respirou fundo e continuou- a sua filha sabia que este casamento nao era seguro e ainda assim entrou no jogo, nao tenho a culpa se ela perdeu, agora vai ter de sofrer as consequências!
Lindsay : Zachary o nosso casamento nao pode simplesmente acabar por causa de uma qualquer! -disse Lindsay novamente exaltada- eu tenho a certeza que tu nao a amas, tu concerteza que apenas te sentes atraído por ela, só sentes isso por ela ser novidade, depois passa e tu vais ver o erro que estas a cometer!
Zachary : eu estaria a cometer um erro se me casasse contigo mas felizmente vi que nao posso sacrificar a minha vida por uma empresa e agora tenho a chance de ter a empresa e a mulher que escolhi a meu lado! achas mesmo que me vou arrepender?! -disse Zachary sarcástico- a partir de hoje este casamento esta oficialmente cancelado, continuação de uma boa noite! -Zachary seguiu em direcção as escadas sem sequer se preocupar em olhar para trás para ver o escândalo que Lindsay estava a fazer, sim ela gritava como se lhe estivessem a bater, mas Zachary nem queria saber, sabia que aquilo era tudo fita, seguiu para o seu quarto e quando la chegou atirou-se pra cima da cama e ficou a olhar para o tecto com um sorriso nos lábios, um sorriso de quem finalmente se tinha livrado de Lindsay, um sorriso de alivio, ficou assim durante mais algum tempo quando bateram na porta do seu quarto- entre! -disse Zachary sentando-se na cama, a porta abriu-se e o seu pai entrou- se veio aqui discutir por causa da Lindsay perdeu o seu tempo, eu estou decidido!
Pai de Zachary : eu nao vim aqui discutir contigo nem muito menos pedir-te para voltares para a Lindsay! -disse o pai de Zachary sentando-se á beira dele na cama-
Zachary : nao? -perguntou Zachary admirado-
Pai de Zachary : nao, eu vim aqui apenas para ter a certeza daquilo que tu vais fazer a também para me falares mais da mulher que te fez dizer todas aquelas coisas na sala, nada mais!
Zachary : o senhor veio aqui para eu lhe falar da Vanessa? -perguntou Zachary ainda sem acreditar naquilo que ouvira, parecia que tinha voltado á altura em que o seu pai "tinha coração" e se importava com aquilo que ele achava ou pensava, que se importava com aquilo que ele queria. Parecia que tinha voltado ao tempo em que o se pai era o seu melhor amigo e o ajudava em tudo-
Pai de Zachary : então o nome dela é Vanessa, -disse o pai de Zachary a sorrir- quer dizer borboleta sabias?
Zac : é impossível nao saber, ela tem uma borboleta tatuada no pescoço! -disse Zachary também a sorrir ao lembrar-se da tatuagem de Vanessa, nunca foi a favor de tatuagens mas a de Vanessa era linda e ficava-lhe bem, dava-lhe uma certa graça e deixava-a fofa, era isso que Zachary pensava- os pais dela deram-lhe o nome de Vanessa porque uma semana antes dela nascer uma borboleta pousou na barriga da mãe dela, por isso Vanessa! -Zachary soube deste pormenor esta tarde no parque enquanto Maria brincava e ele falava com Vanessa sobre um monte de coisas, achou fofa esta historia pois era das poucas que faziam Vanessa sorrir quando se lembrava da sua infância, ficou admirado quando pensou que sabia mais coisas pessoas de Vanessa do que de algumas pessoas que estão á mais tempo na sua vida-
Pai de Zachary : é uma bela historia! já conheceste os pais dela?
Zachary : pai a vida dela nao é fácil a mãe morreu quando ela nasceu, durante o parto, e o pai sempre a culpou pela morte da mãe, saiu de casa cedo e tudo o que tem agora só se deve a ela! Ela nunca teve a papa feita, sempre teve de trabalhar para ter as coisas dela, e as da filha também!
Pai de Zachary : filha? -perguntou o pai de Zachary com os olhos arregalados-
Zachary : sim filha, eu vou contar-te tudo mas vou também chamar a mãe que ela também tem o direito de saber! Vamos descer que eu conto-vos tudo! -juntos desceram as escadas e sentaram-se na sala de estar onde a mãe de Zachary estava sentada a ler um livro, viu-os sentar frente a ela e fechou o livro dando-lhes atenção-
Mãe de Zachary : que se passa? -perguntou sempre com aquele sorriso calmo nos lábios-
Zachary : nada de mais eu apenas quero explicar-vos tudo o que acabou de se passar aqui em casa! -os pais de Zachary apenas acenaram que sim com a cabeça- bom antes de tudo o nome dela é Vanessa e já estamos juntos á mais ao menos 2 anos, nunca vos contei nada por pedido dela, ela nao queria que ninguém soubesse, queria que fosse apenas uma coisa nossa e eu entendi e nao disse nada, apenas aceitei o pedido dela, como nos conhecemos acho melhor guardar só para mim, pelo sim pelo nao é melhor. O que vocês nao sabem é que ela tem uma filha -desta vez foi a mãe de Zachary que arregalou os olhos, visto que o pai dele já sabia- ela chama-se Maria e tem 4 anos, é a menina mais linda e mais querida que eu já conheci em toda a minha vida, -Zachary pegou no seu iPhone e mostrou uma foto de Maria aos pais que sorriam ao ver a menina mas que logo a seguir olharam sérios para Zachary
Zachary : nao olhem assim para mim que a Maria nao é minha filha, pode ter parecenças comigo mas nao é minha filha, eu seria incapaz de esconder uma filha, vocês sempre souberam que eu queria ser pai!
Pai de Zachary : sim nos sabemos mas tens de admitir que quem vir a miúda pensa que é tua filha, ela tem olhos e cabelos claros, assim como tu!
Zachary : sim eu sei mas nao, ela nao é minha filha, pelo menos de sangue nao é! -disse Zachary a sorrir, sorriso que os pais adoraram ver na cara do filho- o pai dela fugiu quando soube que a Vanessa estava gravida, nao quis assumir as responsabilidades e deixou a Vanessa sozinha com um filho no ventre, ate hoje ainda nao apareceu e espero bem que nao tenha a lata de o fazer! A Vanessa já sofreu demasiado por causa desse homem e eu nao a quero ver sofrer mais por causa disso!
Mãe de Zachary : se a Vanessa for tão linda como a filha tiro-te o chapéu meu filho!
Zachary : ela é linda mas totalmente o contrario da filha, nao tem olhos nem cabelos claros!
Pai de Zachary : então quer dizer que é uma morena!
Zachary : com garra ate demais! -disse Zachary a rir-se, estava feliz por saber que os pais reagira bem ao facto de Vanessa ter uma filha-
Mãe de Zachary : mal posso esperar por conhece-la!
Zachary : por mim pode ser já amanha! E por falar em amanha eu combinei com ela de ela ir ter á empresa para fazer-mos uma experiência!
Pai de Zachary : experiência?
Zachary : sim, eu vou leva-la á empresa para fazer um teste com ela, eu quero que ela faça uma sessão de fotos apenas para vermos como se sai, se ela se sair bem vou contrata-la!
Pai de Zachary : achas que ela se vai sair bem?
Zachary : tenho a certeza que sim, linda como ela é só vamos ficar a ganhar!
Mãe de Zachary : trás-la amanha aqui a casa!
Zachary : eu vou falar com ela mas penso que amanha a Maria nao vai poder vir, acho que ela vai ficar com uma amiga da Vanessa, pelo que eu percebi a Maria adora-a!
Pai de Zachary : mesmo que a menina nao possa vir que venha a Vanessa, depois conhecemos a menina!
Zachary : tudo bem, eu amanha falo com ela e depois digo-vos alguma coisa!
Mãe de Zachary : faz isso!
Zachary : se nao se importam eu vou subir, amanha vai ser um grande dia e eu quero estar com o sono em dia! boa noite! -Zachary despediu-se dos pais e foi para o seu quarto onde tomou um banho e foi dormir, agora muito mais descansado e leve, adormeceu logo que pôs a cabeça na almofada, uma noite relaxada como já nao tinha á muito tempo.
Acordou com o despertador a marcar 9 horas, levantou-se de bom humor fez a sua higiene e vestiu-se impecavelmente, como sempre, fato preto, camisa branca e lenço branco, simples mas lindo ...
Desceu as escadas a sorrir e sentou-se á mesa a tomar o pequeno almoço com os pais num ambiente feliz que á muito nao havia naquela casa, depois de um pequeno almoço relaxado com os pais seguiu para a empresa onde todos repararam no bom humor de Zachary, humor que há muito já nao viam em Zachary, nada disseram pois sabiam que o senhor Zachary odiava que se metessem na vida dele, Zachary passou por Monique e deu-lhe um beijo na bochecha, gesto que Zachary já nao fazia á muito tempo, Monique sorriu com o gesto do patrão e ficou alegre por finalmente vê-lo novamente feliz, Zachary entrou na sua sala e começou a trabalhar com vontade-

Enquanto Zachary trabalhava na empresa Vanessa estava no bar a falar com o seu patrão que alem de patrão era seu amigo, um grande amigo ...
Bob : então quer dizer que eu vou ter uma amiga modelo?
Vanessa : eu ainda nao sei, hoje só vou fazer o teste mas de tudo correr bem sim, vais ter uma amiga modelo!
Bob : claro que vai correr bem, linda como tu es  pode correr bem!
Vanessa : espero bem que tenhas razão, esta é a minha grande hipótese de mudar a minha vida, nao a posso deixar fugir por entre os dedos!
Bob : tu es uma mulher forte vai correr tudo bem vais ver!
Vanessa : espero bem que sim, bom eu vou maze trabalhar que tu nao me pagas para eu tar aqui a tagarelar contigo! -disse Vanessa a brincar-
Bob : pois mas hoje tu vais sair daqui agora e vais para casa tratar de ti, vais tratar de tomar um bom banho, vais tratar do teu corpinho lindo e vais fazer tudo aquilo que precisas para a sessão correr bem!
Vanessa : nao é preciso, ainda ontem de deixas-te sair mais cedo, eu nao quero abusar!
Bob : nao estas abusar, eu sei o quanto é importante para ti conseguir este emprego por isso vai para casa e prepara-te e assim que souberes da resposta liga-me a dizer!
Vanessa : obrigado, nem sei como te agradecer!
Bob : se conseguires o emprego  me agradeces! Agora corre para casa e prepara-te!
Vanessa : tubo bem, beijos! Ate logo! -Vanessa pega no meu saco e sai a correr do café, apanha um táxi e vai para casa, chegando la olhou para o relógio e era meio dia, Vanessa foi para a cozinha e fez uma coisa simples e leve para almoçar, depois de almoçar Vanessa arrumou a cozinha e foi para o quarto onde preparou a roupa para usar. Em seguido foi para a casa de banho e fez uma coisa que  nao fazia á muito tempo, encheu a banheira e tomou um banho de imersão, já nao se lembrava da ultima vez que tinha feito uma coisa daquelas mas soube-lhe muito bem ficou horas na banheira e sentiu-se super leve, leve que nem uma pena. Saiu da banheira limpou-se e chegou creme ao corpo, creme com cheiro de coco, só o usava em ocasiões especiais tinha sido uma prenda de Ashley, depois de se banhar com creme Vanessa secou o cabelo ao natural o que marcou bem os seus cabelos ondulados, depois foi vestir-se, uma roupa simples como Zac pediu, olhou para o espelho e gostou do que viu, estava simples porem linda-
Olhou para o relógio e já eram 5 horas, saiu de casa e apanhou um táxi, em pouco tempo estava na empresa, respirou fundo entrou, a partir de agora vida nova.


Por hoje é tudo, peço imensa desculpa pela demora, mas estava adiantar um pouco da historia do meu novo blogue (nao se esqueçam de passar por la). Comentem muito e digam aquilo que estão achar da historia, o próximo capitulo vai ser o ultimo antes de eu adiantar um pouco a historia! Espero que gostem e COMENTEM MUITO, vou tentar postar mais um capitulo ainda antes do ano novo e quem sabe do nata, tudo depende dos vossos comentários, BEIJOS!
PS : NAO SE ESQUEÇAM DE NO DIA 24 DE DEZEMBRO PASSAR NO MEU NOVO BLOGUE INFILTRADA, VOU POSTAR O PRIMEIRO CAPITULO!  BEIJOS Manu 

domingo, 18 de dezembro de 2011

Sem capitulo este fim-de-semana + NOVO BLOGUE ...

Ola meus amores, eu sei que estou em falta para convosco mas eu não tenho tido tempo nenhum para postar, estou a dedicar-me a um novo blogue, ira estrear no dia 24 de Dezembro, chama-se INFILTRADA, e eu espero que vocês gostem muito, é uma historia bastante diferente, podem acreditar! Passem por la que eu ainda hoje vou postar a Apresentação da Historia, fiquem atentos que ainda esta semana vou postar os personagens! BEIJOS fiquem com Deus e não me matem!
Link do meu novo blogue : http://infiltrada-oamoracontece.blogspot.com/ (espero realmente que vocês gostem, este novo blogue é a minha prenda de natal para todos vocês!)


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

PARABÉNS VANESSA HUDGENS!


Para um minuto ai... Sabe pqe?? Pqe hoje eh o Aniversario da bnossa diva, isso mesmo hoje ela estas ah fazer 23 anos, primeiramente, queria desejar ah ela um feliz aniversario qe tudo de bom aconteça ah ela nesse dia especial, uma garotinha com um sonho de se tornar uma grande atriz, e simplesmente conseguiu realizar seu sonho, começando com teatro depois indo para as telonas... Ela eh um exemplo ah se seguir, teve alto e baixos como qualquer pessoa... Mas isso ah fortaleceu e ah fez uma messoa maravilhosa qe tanto adimiramos...

 
Bom eh isso apneas desejo um feliz aniversario ah Vanessa qe todos seus sonhos se realizem...  E qe continue ah pessoa qe sabemos qe eh... Mesmo sabendo qe o casal Zanessa naum existe mas e tbm sabendo qe eh o aniversario dela e naum meu, desejo qe mesmo entre conflitos tudo se arrume e seja como antes, qe Zanessa volte ah existir... Espero qe hoje na hora da velinha, seu desejo seja o mesmo qe mts fãns desejam... Curta esse dia especial em sua vida, vc merece.... FELIZ ANIVERSARIO!

Copiado de : That Should Be Me (http://historiasdezacnessa.blogspot.com/) já agora passem pelo blogue é lindo de morrer! Aposto que vocês vão amar, assim como eu amo!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Quarto Capitulo -solução e mudar de vida-

Depois do animado jantar que teve com Maria e Vanessa Zachary paga a conta e juntos saem do restaurante e vão para o carro, assim que Zachary põe Maria na cadeirinha ela fecha os olhinhos e cai no sono ...
Zachary : caiu do sono!
Vanessa : depois do dia de hoje anormal era isso nao acontecer! -disse Vanessa a rir da cara de espanto de Zachary por ver Maria a dormir no carro- é normal as crianças dormirem no carro, com a idade dele dormem em qualquer lugar em que possam encostar a cabeça.
Zachary : disso eu nao sabia! Sempre pensei que fosse o cabo dos infernos pôr uma criança de 4 anos a dormir!
Vanessa : e é mas como ela hoje fartou-se de brincar esta exausta e isso ajuda muito!
Zachary : acho melhor levar-vos para casa antes que tu também decidas adormecer e eu acho que nao posso com as duas! -disse Zachary e brincar-
Vanessa : também acho melhor! -disse Vanessa também a brincar, a rir arrancaram caminho ate casa de Vanessa, durante todo o caminho iam a falar de sessão que Vanessa iria fazer amanha, Zachary disse-lhe tudo aquilo que ela precisava mas acima de tudo disse-lhe para ter calma e para ser ela mesma que tudo ia correr bem, chagaram ao prédio de Vanessa e Zachary parou o carro na entrada- obrigado por tudo Zac! foi um dos melhores dias da minha vida! e tenho a certeza que o melhor da vida de Maria!
Zachary : podes ter a certeza que quem tem de agradecer sou eu, vocês as duas livraram-me numa das piores noites da minha vida e transformaram-na numa das melhores! sou eu quem tem de agradecer! gostei muito de ter passado o dia contigo e com a Maria!
Vanessa : nos também adoramos passar o dia contigo! foi tudo perfeito, pela primeiras vez vi que a minha filha sentiu o que é ter uma família e nunca te vou poder retribuir isso! -disse Vanessa com um sorriso lindo e feliz nos lábios-
Zachary : eu acho sim que me podes retribuir isso! basta quereres!
Vanessa : como assim?
Zachary : eu estive a pensar sobre uma coisa que tu me disses-te e eu acho que já tenho a solução para ela!
Vanessa : que coisa? -perguntou Vanessa sem imaginar o que por ai vinha-
Zachary : eu quero que sejas tu a mulher que eu vou dizer ao meu pai que me apaixonei!
Vanessa : o quê? -perguntou Vanessa sem acreditar no que ouvira-
Zachary : eu quero que sejas tu própria a pôr a tua ideia em pratica!
Vanessa : Zac estas bem?! estas com febre? bêbedo? -disse Vanessa sarcasticamente- eu não tenho nada a ver contigo, somos como o vinho e a agua não temos nada a ver, eu não vivo no teu meio nem sequer sei comportar-me como pessoas como tu! ia dar barraca!
Zachary : comportar-te como pessoas como eu?!
Vanessa : Zac tu vens de um mundo que é completamente o oposto do meu, iam reparar que algo estava mal, nunca ninguém iria acreditar que tu te apaixonaste por uma prostituta! -disse Vanessa rebaixando-se-
Zachary : aquilo que tu és ou deixas de ser é o menos importante, não importa se és uma prostituta ou uma medica, se eu realmente fosse apaixonado por ti a tua profissão era aquilo que menos importava! o que é realmente importante é o que nos temos aqui -disse Zachary pondo a mão no peito- e quanto a isso ninguém tem nada a dizer de ti, tu és uma pessoa espectacular, sofreste na vida e cometeste erros, mas és espectacular e irias encantar toda a gente que passasse por ti! pára de te rebaixar como se fosses um animal, tens de andar sempre com a cabeça para cima e ter orgulho naquilo que és!
Vanessa : ter orgulho naquilo que sou? tu queres que eu tenha orgulho por ser prostituta? -perguntou Vanessa exaltada- tu só falas isso porque nunca passas-te dificuldades na vida, nunca soubeste o que é passar fome ou não ter onde dormir, nunca tiveste de ser tocado por pessoas que odiavas por dinheiro, nunca tiveste de deixar de comer para dar de comer a um filho! Zac tu não sabes o que é a vida, nunca tiveste de lutar realmente por uma coisa porque elas simplesmente te caem do céu!
Zachary : isso é o que tu e toda a gente pensa, é verdade que nunca passei fome nem que nunca passei dificuldades por dinheiro mas isso não quer dizer que não saiba o que é a vida, eu sempre tive de lutar por aquilo que queria, nunca usei o meu nome para ter aquilo que queria, sempre tive as minhas coisas com o meu dinheiro e com o meu esforço e não admito que ninguém me diga o contrario, nem mesmo tu Vanessa!
Vanessa : digas o que digas Zac os nossos mundos são incompatíveis, nunca daria certo!
Zachary : se quiséssemos daria! tu és tudo aquilo que eu preciso (nota da autora : mais um sinal), os meus pais não te conhecem, és simples, divertida, boa mãe e simplesmente linda! eu tenho a certeza que todos iriam acreditar, bastava querermos! (nota da autora : eles ainda estavam no carro malta!)
Vanessa : Zac eu tenho uma filha, achas que as pessoas e principalmente a tua família iria aceitar-me com uma filha de 4 anos?! eu não quero que a minha filha sofra!
Zachary : ela não iria sofrer, eu não iria permitir uma coisa dessas, qualquer pessoa que tentasse dizer alguma coisa quer seja sobre ela ou sobre ti iria ter de fazê-lo á minha frente e arcar com as consequências daquilo que tinha dito. Vanessa pensa nas consequências que isso iria trazer pra tua vida, não irias mais passar dificuldades e a tua filha iria ter um pai!
Vanessa : pai?
Zachary : era isso que eu iria tentar ser, um pai, um pai que a Maria nunca teve e que eu adorava ser!
Vanessa : Zac as coisas não são assim tão simples! -disse Vanessa tentando fugir á tentação de aceitar a proposta de dar uma filha feliz e estável á filha mas um perigo para o seu coração- eu não posso simplesmente aceitar casar-me com uma pessoa que eu conheci ontem e ainda menos dizer á minha filha que tu és pai dela quando ela pensa que tu és um príncipe que nos veio salvar das bruxas!
Zachary : eu posso ser o príncipe que vos vem salvar das bruxas, eu posso ser o príncipe que vos vem dar uma vida feliz e estável! eu posso ser tudo isso! -disse Zachary com a mão da cara de Vanessa-
Vanessa : e o amor? onde é que ele fica? se eu um dia me casar quero que seja por amor! -disse Vanessa tirando as mãos de Zachary da sua cara-
Zachary : o amor fica no sitio onde esta, nos não sabemos o que a vida nos reserva e quem sabe ele chega com o tempo, não podemos prever o futuro!
Vanessa : mas podemos sempre tentar fazer com que ela não doa!
Zachary : e deixamos de viver a vida e aproveitar as oportunidades que ela nos da? tu podes achar que o que eu vou dizer agora é burrice mas eu sinceramente acho que se a vida me pôs aqui é porque tem alguma coisa reservada para nos, alguma coisa que ira aparecer com o tempo e que concertesa vai ser bom para os dois!

Vanessa : Zac eu tenho medo de cair e de magoar! -disse Vanessa com lágrimas nos olhos-
Zachary : não tenhas medo de cair, eu vou estar la para te segurar e impedir que vás ao chão! -disse Zachary pegando nas mãos de Vanessa e apertando-as- Vanessa este casamento pode mudar completamente a tua vida tu só tens de querer!
Vanessa : prometes que não me vais deixar cair?
Zachary : só se eu fosse tolo é que te deixava cair, confia em mim, mesmo que não haja amor eu vou fazer-te feliz, a ti e á Maria, eu prometo!
Vanessa : espero não me arrepender por isto depois! -disse Vanessa a limpar as lágrimas-
Zachary : isso é um sim?
Vanessa : é! daqui por algum tempo vou ser Vanessa Efron!
Zachary : eu juro que não te vais arrepender! -disse Zachary radiante, ainda nao acreditava que se tinha livrado de Lindsay!-
Vanessa : espero bem que não! -disse Vanessa sem certezas no que tinha acabado de fazer- bom esta tarde, é melhor eu entrar!
Zachary : claro eu ajudo! -ambos saem do carro e Zachary pega em Maria ao colo que assim que percebeu que estava no colo de Zachary enterrou o a cabeça no pescoço dele enquanto lhe fazia festinhas no cabelo, Vanessa sorriu ao ver a cena, era óbvio que Zachary iria ser um grande pai e que embora conhecesse Maria á pouco tempo ja gostava dela o suficiente para ocupar o lugar de pai e para azar, ou não, de Vanessa tinha fortes possibilidades de ocupar o lugar vario no seu coração, lugar cujo qual ja não estava preenchido á muito tempo, esse sim era o medo de Vanessa, medo de se apaixonar e acabar por se apaixonar novamente pela pessoa errada, a probabilidade de se apaixonar por Zachary era imensa visto que ele era um homem adorável e exageradamente atraente e charmoso, só de pensar dividir casa com ele e quem sabe quarto o seu sangue fervia por completo, os seus olhos ganhavam outra cor, cor de desejo, afastou estes pensamentos da cabeça ao ver que Zachary olhava para ela tentando descodificar o olhar que ela lhe mandava, apressou-se abrir a porta de casa e entrou sendo seguida por Zachary que trazia Maria ao colo, Vanessa tentou pegar em Maria mas ela agarrou-se ainda mais a Zachary, Vanessa riu-se e apenas fez sinal para que Zachary e seguisse, Zachary assim o fez e foi ter ate ao quarto de Maria, um quarto simples mas bonito- deita-a na cama que do resto eu trato!
Zachary : eu também tenho de ir os meus pais já devem estar preocupados e a Lindsay a ter uma síncope! -disse Zachary e rir-
Vanessa : quanto á Lindsay ...
Zachary : amanha falamos com mais calma sobre esse assunto, agora a Maria é mais importante, nao te preocupes com nada! -disse Zachary interrompendo Vanessa-
Vanessa : tudo bem eu acompanho-te ate á porta! -assim o fez levou Zachary ate á porta e despediu-se dele- amanha passo pela empresa!
Zachary : tudo bem, vou estar á espera para a sessão, leva uma roupa simples que la tens tudo o que é preciso!
Vanessa : tudo bem la pro fim da tarde passo la, vou deixar a Maria com a Ashley e vou la ter!
Zachary : vou ficar á espera, ate amanha, boa noite! -Zachary deu um beijo na bochecha de Vanessa e para surpresa dele Vanessa abraçou-o com força-
Vanessa : obrigado por tudo!
Zachary : sempre as ordens! -Vanessa da um beijo na bochecha de Zachary e ele vai embora, Vanessa fecha a porta e vai tratar de Maria.-

Com Zachary no carro ele ainda nao se acreditava que se tinha livrado de Lindsay, verdade que ainda tinha de falar com os pais e tudo mais mas o mais complicado, ou o que ele pensava ser o mais complicado, estava feito, tinha aranjado a mulher com quem iria embarcar nesta aventura, e esta mulher era Vanessa, que mais ele poderia querer?! Ligou o carro e seguiu para casa com um sorriso estampado nos lábios, chagou a casa e nem se apercebeu dos carros que estavam á porta de sua casa, estava demasiado feliz para reparar numa coisa dessas, abriu a porta e viu que a noite ainda ia ser longa ...



Por hoje é tudo! Espero que gostem do capitulo e que comentem muito! Como será que a família de Zachary vai reagir quando souber que ele nao vai mais se casar com a Lindsay? e quando descobrirem que ele pretende casar com outra? e Vanessa, será que ela se vai safar na empresa? e qual será a reacção de Maria ao saber que a mãe se vai casar? e Lindsay será que vai aceitar perder Zachary? Muitas perguntas e as respostas estão nos próximos capítulos! fiquem com Deus, e COMENTEM!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Que se passa?!

Malta eu postei o Terceiro capitulo dia 4 de Dezembro, já é dia 8 e só tenho 1 comentário! Vocês nao estão a gostar da historia? Se for isso digam que eu tiro do ar! Desculpem mas desta vez só posto quando tiver 5 comentários!


Fiquem bem Beijos!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Terceiro Capitulo -uma ideia brilhante! E a solução?! Esta mais perto do que aquilo que se imagina-

Eram duas e meia quando Vanessa pediu a Bob (seu patrão e amigo) que a deixa-se sair mais cedo do trabalho, Bob que adorava Vanessa disse logo que sim, Vanessa pegou nas coisas dela e foi para casa, tomou um banho rápido, comeu uma peça de fruta e foi vestir-se, vestiu uma coisa simples afinal iria passar a tarde no parque, pegou numas calças de ganga azuis justas que marcavam bem as suas esbeltas pernas e numa blusa larginha de alsinhas rosa claro, para completar calçou umas sandálias rasteiras brancas, maquilhagem decidiu nao pôr, pegou apenas num gloss rosa bebe e colocou nos lábios, o cabelo deixou-o solto o que marcava os seus belos cabelos ondulados e escuros, pegou na bolsa e saiu de casa, apanhou o primeiro táxi que encontrou e disse para o taxista a levar ate á empresa Efron, demoraram cerca de meia hora a la chegar, Vanessa pagou ao taxista e entrou na empresa, era grande e linda, muito bem decorada, tinham um toque de antiguidade que marcava bem a elegância e sofisticação do lugar, olhou para a sua roupa e sentiu-se deslocada, estavam todos muito bem vestidos, os homens com fatos e as mulheres em elegantes vestidos e saltos exuberantes. Foi ate á recepção e perguntou por Zachary Efron a mulher que la estava fez cara feia disse que não podia deixar ninguém subir sem ter hora marcada com ele, que Zachary era um homem ocupado e bla bla bla, sem paciência para ouvir a voz irritante da recepcionista Vanessa disse para ela ligar com o senhor Zachary e dizer-lhe que a Vanessa estava á espera dele, porem não foi necessário, uma mulher morena com cerca de 30, 31 anos que estava ali a passar ouviu a conversa e disse é recepcionista que por sinal se chamava Amanda que o senhor Zachary estava realmente á espera dela, a recepcionista nada disso apenas amarrou a casa, a senhora morena puxou Vanessa para dentro do elevador e aporta fechou-se ...
Vanessa : obrigado por me ter ajudado! -disse Vanessa a sorrir-
XXX : nao tem de agradecer o senhor Zachary estava realmente á sua espera, ele tinha comentado comigo -disse a senhora também a sorrir- Monique Coleman, assistente pessoal do senhor Efron! -disse ela orgulhosa, devia ser uma grande honra trabalhar com Zachary, pensou Vanessa- Prazer!
Vanessa : Vanessa Anne prazer! -deram dois beijinhos e a porta do elevador abriu, Vanessa foi sempre atrás de Monique que bateu numa porta e disse que Vanessa já la estava, Vanessa logo soube quem era pois ouvisse uma voz que Vanessa reconhecia em qualquer lugar, a vos rouca e sensual de Zachary, Monique fez sinal para Vanessa entrar, ela assim fez e Monique fechou a porta, deixando-os a sós- boa tarde! -era impressão de Vanessa ou Zachary estava realmente diferente, nao tinha barba e estava com roupas bem mais simples, uma t-shirt preta e umas calças azuis combinadas com uns sapatos castanhos, estava lindo, claro, cada vez Vanessa se convencia mais que aquele homem nao conseguia ficar feio, nem que quisesse muito. Sem barba Zachary ficava mais novo e menos serio, no entanto nao menos elegante-
Zachary : boa tarde! pontual! gosto disso! -disse Zachary bem humorado-
Vanessa : nao gosto de chegar atrasada aos meus compromissos e muito menos deixar pessoas á minha espera senhor Zachary! -disse Vanessa também bem humorada-
Zachary : só Zac, por favor!
Vanessa : como queiras! vamos indo?! nao gosto de deixar a Maria á espera e se eu bem a conheço deve estar louquinha á nossa espera, a esta hora já todos sa salinha dela sabem que a seguir ela vai ao parque! -disse Vanessa a sorrir-
Zachary : sendo assim vamos e já antes que ela começa a subir paredes de tanto esperar! -bem humorados e as gargalhadas os dois saíram da sala de Zachary e deram um "xau" para Monique que sorriu nao ver o patrão feliz, por qualquer lugar que passassem daquela empresa os olhares estavam postos neles, era a primeira vez que viam Zachary naqueles trajes e a rir daquela maneira, sem falar que para os homens era impossível nao olhar para Zachary quando ele tinha ao lado dele uma morena sexy capaz de deixar qualquer um doido, saíram da empresa sem dar muita importância ao facto de todos olharem para eles, entraram no carro de Zachary e Vanessa surpreendeu-se quando viu uma cadeirinha rosa de bebe no banco de trás-
Vanessa : compras-te isto só por causa da Maria? -perguntou Vanessa admirada-
Zachary : claro, nao quero que lhe aconteça nada de mal no meu carro e usar cadeirinha é importante! -disse Zachary sem perceber o espanto de Vanessa-
Vanessa : os teus filhos devem ter sorte, es concerteza um grande pai! (nota da autora : eles já estavam dentro do carro e a viagem já tinha começado)
Zachary : quem me dera que tivesses razão e quem me dera ainda mais ter filhos, a minha noiva nao pensa ter filhos tão sedo, para ser sincero eu penso que ela nunca na vida vai querer ter um filho! -disse Zachary triste- ela nao quer estragar o corpo por causa de uma criança é modelo e para ela o corpo é tudo, só vou ter um filho se eles vierem do céu! -Zachary estava triste, Vanessa pôde perceber apenas a olhar para os olhos dele que á pouco estavam azul brilhante e agora estavam cinza, a tal mulher com quem ele se iria casar so podia ser parva, ou entao muito tapada, ter um homem como o Zachary era uma bênção e ter um filho ou filha com ele um sonho, como ela poderia nao querer ter um filho com ele?! Como ela nao queria ver um sorriso formar-se no rosto daquele homem ao dizer-lhe apenas que estava gravida?! Como?! Como?! Vanessa nao sabia, mas de uma coisa tinha a certeza, se um dia Zachary viesse a ter filhos iria ser o melhor pai do mundo, os filhos dele iriam ter sorte, assim como a mulher dele que seria abençoada por ter um homem como ele na vida-
Vanessa : hey, nao fiques assim, eu tenho a certeza que se tu falares com ela calmamente ela vai mudar de ideias, eu tenho a certeza, quando duas pessoas se amam têm de se sacrificar uma pela outra e eu tenho a certeza que ela o vai fazer, tens de dar tempo ao tempo, vocês ainda nem casados estão, têm é de aproveitar o tempo de namorados antes que ele acabe! -ingénua Vanessa mal sabia as razoes daquele casamento-
Zachary : ai é que esta! Quando duas pessoas se amam as coisas são bem mais fáceis mas quando um casamento te é imposto para conseguires aquilo que tu lutaste a tua vida toda as coisas mudam de figura! -okey Vanessa estava a boiar-
Vanessa : desculpa nao percebi! Como assim imposto? -perguntou Vanessa receosa por aquilo que podia ouvir-
Zachary : digamos que eu e a minha noiva fomos, ou pelo menos eu fui, obrigado a me casar com ela, ou casava ou nao herdava a empresa do meu pai. Ter aquela empresa sempre foi o meu sonho desde criança, lembro-me de acabar as aulas e ir a correr para o carro só para chegar mais depressa aquela empresa, aquilo marcou a minha infância e a minha vida e quando eu estava prestes a consegui-la o meu pai vem-me com este ultimato e eu tive de aceitar, ou era isso ou nao havia empresa para ninguém. Eu sei que para ti isto deve ser fútil mas para uma pessoa que como eu lutou por isto desde sempre é importante e se eu me tiver de casar com a Lindsay para o conseguir assim será, nem que depois de divorcie passado 2 semanas!
Vanessa : para mim nada disso é fútil, afinal tu só estas a lutar por aquilo que queres, e apenas estas a jogar com as armas que te deram, eu nao sou ninguém para te julgar! Ninguem mesmo, já te esqueceste de tudo aquilo que eu fiz e faço nesta vida?! Eu sou a ultima pessoa que te vai julgar seja por aquilo que for! -nem se quisesse o conseguia fazer, Vanessa achava Zachary um homem correcto e acima de tudo humano, era incapaz de o julgar seja por aquilo que fosse-
Zachary : ainda bem que assim é, ia custar-me mais tu julgar-me do que algumas pessoas com quem convivo o dia todo, acredita! (nota da autora : mais uma indirecta do nosso Zachary! será que é hoje que vai acontecer alguma coisa?!)
Vanessa : mas e a tua mãe, o que acha dessa historia do casamento?
Zachary : a minha mãe, coitada, nao tem coragem de contestar uma única ordem do meu pai, desde que me lembro é assim, o meu pai diz e nos fazemos!
Vanessa : eu percebo o que isso é quando eu morava com o meu pai também era assim, ele mandava eu fazia e se dizia alguma coisa para o contestar ele batia-me!
Zachary : tu ao menos ainda o contestaste ao meu pai nunca ninguém o contestou ate hoje!
Vanessa : como assim ate hoje? -perguntou Vanessa sem entender aquele "ate hoje"-
Zachary : o meu pai marcou um jantar com a minha noiva e os pais dela la em minha casa, como um pedido de desculpas por ontem, pensa que eu vou mas hoje eu não ponho os pés naquela casa, sei que amanha vou ouvir o cargo dos diabos mas estou pouco me lixando, ja tenho 30 anos e sou eu que mando na minha vida não ele! Ja muito faço em aceitar casar-me com a Lindsay!
Vanessa : eu não devia dizer isto mas acho que fazes bem, o teu pau não pode ter o controle da tua vida nas mãos dele, tu ja tens 30 anos e ja sabes o que queres da vida, e quanto a isso de casares com a Lindsay talvez ainda haja uma hipótese de isso não acontecer! -disse Vanessa a sorrir-
Zachary : não vejo qual, o meu pai quer que eu me case á força toda, diz que o casamento me da estabilidade e poder no mundo dos negócios, ele esta certo mas ainda não me conformei em ter de me casar com a Lindsay!
Vanessa : não cases! -disse Vanessa- o teu pai quer acima de tudo que tu cases certo? -Zachary apenas acenou que sim com a cabeça- então casa-te, mas não com a Lindsay! -Zachary olhou para ela sem perceber- se tu disseres ao teu pai que te apaixonaste por uma mulher e que queres casar com ela talvez ele tire essa ideia absurda da cabeça de te casar com essa tal de Lindsay, diz ao teu pai que não foi nada planeado mas que aconteceu! Diz ao teu pai que te casas com ela e que a amas, assim quem sabe o teu pai tira a Lindsay da cabeça! É juntar o útil ao agradável, livras-te da Lindsay, ficas com a empresa e casas com uma pessoa de quem gostas!
Zachary : era uma excelente ideia mas eu não tenho essa pessoa, não estou apaixonado por ninguém!
Vanessa : mas deves ter amigas em quem possas confiar e que te façam esse favor! Basta arranjares alguém em quem possas confiar e que saibas que não te vai deixar ficar mal! Bom bom era que o teu pai não a conhecesse, se ela fosse desconhecida talvez o teu pai caísse mais depressa!
Zachary . eu não vejo ninguém em quem possa confiar assim e ainda mais que o meu pai não conheça! (nota da autora : olha pro teu lado!!!) Todas as minhas amigas ou estão casadas ou então têm namorado, a única que eu conheço e que não namore é a Monique mas o meu pai conhece-a e sabe que entre nos nunca ouve nada!
Vanessa : e uma ex-namorada?! vocês podiam dizer que nunca se tinham deixado de amar e bla bla bla!
Zachary : sempre tive namoradas muito fúteis! Umas queriam cartões de credito para irem fazer compras, outras queriam jóias caras, outras só queriam saber se eu era bom na cama! Não tenho coragem de depositar essa confiança em nenhuma delas, são muito fúteis para isso! Eu preciso de uma pessoa em quem possa confiar, alguém que seja bom carácter, alguém que não saia por ia a espalhar que se vai casar comigo ou algo do género! Preciso de uma mulher com M grande! (nota na autora : eu acho que sei quem é essa mulher e vocês?!)
Vanessa : tens tempo para pensar nisso! Chegamos, a Maria deve estar louca á nossa espera! -saíram do carro e foram ate á salinha de Maria, a educadora veio falar com Vanessa e disse-lhe que nunca tinha visto Maria tão contente e mortinha por ir embora, perguntou-lhe o que se passava e Vanessa apenas disse que iria leva-la ao parque, entraram na salinha de Maria e assim que ela os viu abriu um sorriso lindo-
Largou os brinquedos que tinha na mão e foi a correr para o colo de Zachary que a agarrou surpreso pela atitude dela, aquela menina era apaixonante assim como a mãe que olhava para eles com um sorriso lindo na cara ...
Maria : estava a ver que vocês nunca mais chegavam! ja estava farta de estar á vossa espera! -disse Maria sem largar o pescoço de Zachary (nota de autora : a Maria tem 4 anos mas não é tolinha! kkkkkk)-
Vanessa : não chagamos assim tão tarde! -disse Vanessa dando um beijo na bochecha de Maria que ainda estava no colo de Zachary-
Zachary : vamos indo?
Maria : sim! -Vanessa pegou nas coisas de Maria e despediu-se na educadora, saíram da salinha dela e foram pro carro de Zachary onde ele pôs Maria na cadeirinha, Vanessa foi á frente com Zachary-
Zachary : eu pensei em irmos ao Central Park, pode ser?!
Maria : sim! eu ja fui la com a escolinha mas foi pouquinho tempo!
Vanessa : por mim também não tem problema! -disse Vanessa a sorrir ao ver o entusiasmo da filha, Zachary sorriu para as duas e arrancou para o Central Park, durante pode o caminho Maria veio a falar sobre o dia no infantário, disse o que fez, o que comeu, com quem brincou, ao que brincou ... Zachary e Vanessa sorriam cada vez que Maria abria a boca ela parecia estar feliz e tinha um brilho especial o olhar, brilho que Vanessa desconfiava saber do que se tratava, pela primeira vez desde que nasceu Maria estava a sentir que tinha uma família, uma família como a dos amigos da escola, com mãe e sobretudo com pai, coisa que preocupava Vanessa, nao queria que a filha sofresse, nao queria que ela se pegasse a Zachary e que depois nunca mais o visse, nao queria que a filha sofresse mas Vanessa nao podia fazer nada visto que ela própria tinha medo de se apegar demasiado a Zachary e que depois se tivesse de despegar, afinal ela hoje ficou a saber que em breve ele iria casar, chegaram ao Central Park e logo o sorriso de Maria aumentou, se é que isso era possível, se ela se risse mais um bocadinho a cara rasgava! Zachary tirou Maria da cadeirinha e assim que ela se viu no chão foi a correr para um baloiço, Zachary e Vanessa sentaram-se nuns bancos de jardim la perto, onde dava para prestar atenção a Maria enquanto conversavam ...
Vanessa : obrigado! -disse Vanessa com sinceridade ao olhar fundo nos olhos azuis de Zachary-
Zachary : obrigado porquê? -perguntou Zachary enquanto mexia numa mecha preta do longo cabelo negro de Vanessa-
Vanessa : por fazeres a minha filha feliz! nunca vi a Maria com um sorriso tão grande como hoje! -disse Vanessa a sorrir, com aquele sorriso encantador que deixava Zachary encantado-
Zachary : e estas agradecer-me porquê?! -disse Zachary também a sorrir ainda a mexer no cabelo de Vanessa-
Vanessa : porque é graças a ti que ela esta a sorrir desta maneira, é graças a ti que ela pela primeira vez esta a saber o que é ter um pai e eu nunca te vou conseguir agradecer por isso! -dito isto Vanessa abraçou Zachary num acto sem pensar, um abraço que foi retribuído com carinho por Zachary, foram separando-se aos poucos mas nao completamente, Vanessa pôs a cabeça no ombro de Zachary enquanto este tinha o braço em volta da cintura dela ...
Quem passa-se por ali ficaria a pensar que eram um casal de namorados aproveitar o dia, nada mais disseram, apenas ficaram coladinhos um ao outro, Vanessa de olhos fechados e Zachary com um sorriso parvo nos lábios, saíram do transe em que se encontraram quando ouviram Maria a chama-los levantaram-se e sem querer querendo foram ter com ela de mãos dadas, Maria estava em cima de um escorrega e saltou dele pro colo de Zachary que se começou a rir juntamente com Vanessa e Maria, pareciam uma família feliz, pai, mãe e filha, Zachary meteu Maria no chão, Maria pôs-se no meio deles e de mãos dadas foram os três dar um passeio pelo parque, brincaram a tarde toda, jogaram apanhada, esconde-esconde, cadeirinha, andaram de baloiço, tiraram fotografias e ate comeram um gelado onde Maria se sujou toda visto que o dela era de chocolate, foi a maior risota quando ela saltou pro colo de Zachary e o lambuzou de beijinhos com direito a chocolate e tudo mais, Vanessa contorcia-se de rir no banco de jardim onde estavam os três sentados. Nao era só Vanessa que ria, Zachary e Maria também juntamente com toda a gente que passava por eles la no Central Park, depois do gelado ouve ainda mais brincadeira, desta vez as coisas correram mal para Vanessa visto que foi ela a vitima do ataque de cossigas vindo de Zachary e Maria, Vanessa já nao aguentava de tanto rir, estavam os três na relva, Vanessa deitada e Zachary e Maria em cima dela a fazer cossigas. Quando Vanessa deu um berro eles pararam com as cossigas e olharam para ela com os olhos arregalados, Vanessa nao conseguiu deixar de sorrir quando viu 4 olhos azuis a olhar para ela, sentou-se na relva e deu um beijinho na bochecha de cada um que sorriram com o gesto, levantaram-se da relva e foram andando ate ao carro, Zachary e Vanessa de mãos dadas e Maria no colo de Zachary, chegaram ao carro, Zachary voltou a pôr Maria na cadeirinha e foi pro seu lugar, ao seu lado estava Vanessa, quando Zachary ia arrancar o seu telemóvel tocou, olhou pro visor e viu que era Lindsay, nao aceitou a chamada e desligou o seu iPhone pois sabia que mais chamadas iriam vir ...
Vanessa : nao vais atender? -disse Vanessa já prevendo quem seria-
Zachary : nao! nao era ninguém importante! -disse Zachary a sorrir- estão com fome?
Maria : muita! parece que tenho um rato no estômago! -disse Maria fazendo Zachary e Vanessa rir- nao riam estou a falar asserio! -disse Maria emborrada-
Zachary : okey já paramos! onde queres ir jantar princesa? -disse Zachary virado para Maria-
Vanessa : jantar?!
Zachary : sim! nao tens fome?
Vanessa : tenho mas esta quase na hora de eu ir trabalhar! -disse Vanessa com pena-
Zachary : sempre podes nao ir hoje!
Vanessa : eu tenho de ir! tenho de conseguir dinheiro Zac (nome que Maria inventou para Zachary), o fim do mês esta a chegar e eu tenho muitas coisas para pagar nao me posso dar ao luxo de nao ir trabalhar!
Zachary : e se eu te pagar!? pensa que eu sou um cliente teu e que tu estas a fazer um serviço! ficas com o dinheiro e vais jantar comigo e com a Maria! o que achas?!
Vanessa : eu nao posso aceitar! agradeço mas nao posso aceitar, tu já fizeste muito em passar a tarde comigo e com a Maria!
Zachary : o que eu fiz nao foi nada perto daquilo que eu posso fazer!
Vanessa : o que tu queres dizer com isso?
Zachary : tu nunca pensaste em ser modelo fotográfico?
Vanessa : eu?! modelo?! só em sonhos!
Zachary : nao sei porque dizes isso, eu acho que davas um excelente modelo, nao para passerelle visto que nao tens altura mas para fotografar concerteza!
Vanessa : Zac eu tenho 30 anos! quem vai querer uma modelo com 30 anos?!
Zachary : podes ter 30 mas aparentas ter prai uns 24, 25 anos, nao mais!
Vanessa : achas mesmo?
Zachary : claro que sim e amanha vamos tirar a prova dos 9, quando saíres do trabalho eu vou buscar-te e vamos ate á minha empresa para fazer-mos umas fotos contigo, se correr bem estas contratada! -disse Zachary a sorrir-
Vanessa : asserio?! -perguntou Vanessa ainda sem acreditar-
Zachary : claro que sim! eu acho que tu es a mulher indicada para a nova marca que nos vamos lançar! se tudo correr bem eu quero que tu sejas a nova cara da nossa empresa!
Vanessa : estas a brincar certo?!
Zachary : nao estou a falar muito asserio! Maria tu nao achas que a tua mãe dava uma boa modelo?! -perguntou Zachary a Maria que estava atenta á conversa-
Maria : acho! -disse Maria contente- linda como ela é ai ser a melhor!
Zachary : eu concordo contigo! e então Vanessa aceitas fazer o teste amanha?! lembra-te que este trabalho é fixo e pode mudar completamente a tua vida!
Vanessa : claro que eu aceito! -disse Vanessa sorridente, ser modelo nunca tinha passado pela sua cabeça mas agora que pensa nisso ate seria divertido ver a sua cara nas revistas e nas lojas! sem falar que ia ter dinheiro para ter uma boa vida com a sua filha, era tudo o que ela mais queria-
Zachary : óptimo! sendo assim amanha quando saíres do trabalho vais para a empresa e tiramos la as fotos!
Vanessa : tudo bem mas antes eu quero que me expliques como tudo aquilo funciona! -disse Vanessa entusiasmada-
Zachary . claro eu explico-te tudo enquanto jantamos! algum sitio em especial?!
Vanessa e Maria : McDonalds! -disseram Maria e Vanessa em coro fazendo Zachary rir-se, seguiram para o Mcdonalds e jantaram na maior animação, sempre a rir e a fazer piadas enquanto Zachary explicava tudo o que Vanessa tinha de fazer amanha, enquanto eles almoçavam na maior alegria na casa de Zachary o circo pegava fogo, Lindsay estava esterica por Zachary nao ter aparecido, já eram 8:30 e tinham marcado o jantar pras 7 horas, Lindsay já tinha tentado ligar para Zachary umas 30 vezes assim como o pai dele, Lindsay decidiu lugar para a empresa e perguntou por ele, quem atendeu foi Monique que disse que Zachary tinha saído á já horas atrás com uma senhora morena, mal Monique sabia nos sarilhos que tinha posto o patrão-



Por hoje é tudo! O maior capitulo que eu já escrevi! Espero que gostem e só volto a postar o próximo quando tiver 6 comentários! 
Sera que Vanessa se vai sair bem na sessão?! E Lindsay será que ela vai gostar de saber que a morena que saiu com o seu noivo vai trabalhar com ele?! Esperem pelo próximo capitulo para saberem! Beijos ate á próxima! 6 COMENTÁRIOS! BEIJOS Manu :)