domingo, 4 de dezembro de 2011

Terceiro Capitulo -uma ideia brilhante! E a solução?! Esta mais perto do que aquilo que se imagina-

Eram duas e meia quando Vanessa pediu a Bob (seu patrão e amigo) que a deixa-se sair mais cedo do trabalho, Bob que adorava Vanessa disse logo que sim, Vanessa pegou nas coisas dela e foi para casa, tomou um banho rápido, comeu uma peça de fruta e foi vestir-se, vestiu uma coisa simples afinal iria passar a tarde no parque, pegou numas calças de ganga azuis justas que marcavam bem as suas esbeltas pernas e numa blusa larginha de alsinhas rosa claro, para completar calçou umas sandálias rasteiras brancas, maquilhagem decidiu nao pôr, pegou apenas num gloss rosa bebe e colocou nos lábios, o cabelo deixou-o solto o que marcava os seus belos cabelos ondulados e escuros, pegou na bolsa e saiu de casa, apanhou o primeiro táxi que encontrou e disse para o taxista a levar ate á empresa Efron, demoraram cerca de meia hora a la chegar, Vanessa pagou ao taxista e entrou na empresa, era grande e linda, muito bem decorada, tinham um toque de antiguidade que marcava bem a elegância e sofisticação do lugar, olhou para a sua roupa e sentiu-se deslocada, estavam todos muito bem vestidos, os homens com fatos e as mulheres em elegantes vestidos e saltos exuberantes. Foi ate á recepção e perguntou por Zachary Efron a mulher que la estava fez cara feia disse que não podia deixar ninguém subir sem ter hora marcada com ele, que Zachary era um homem ocupado e bla bla bla, sem paciência para ouvir a voz irritante da recepcionista Vanessa disse para ela ligar com o senhor Zachary e dizer-lhe que a Vanessa estava á espera dele, porem não foi necessário, uma mulher morena com cerca de 30, 31 anos que estava ali a passar ouviu a conversa e disse é recepcionista que por sinal se chamava Amanda que o senhor Zachary estava realmente á espera dela, a recepcionista nada disso apenas amarrou a casa, a senhora morena puxou Vanessa para dentro do elevador e aporta fechou-se ...
Vanessa : obrigado por me ter ajudado! -disse Vanessa a sorrir-
XXX : nao tem de agradecer o senhor Zachary estava realmente á sua espera, ele tinha comentado comigo -disse a senhora também a sorrir- Monique Coleman, assistente pessoal do senhor Efron! -disse ela orgulhosa, devia ser uma grande honra trabalhar com Zachary, pensou Vanessa- Prazer!
Vanessa : Vanessa Anne prazer! -deram dois beijinhos e a porta do elevador abriu, Vanessa foi sempre atrás de Monique que bateu numa porta e disse que Vanessa já la estava, Vanessa logo soube quem era pois ouvisse uma voz que Vanessa reconhecia em qualquer lugar, a vos rouca e sensual de Zachary, Monique fez sinal para Vanessa entrar, ela assim fez e Monique fechou a porta, deixando-os a sós- boa tarde! -era impressão de Vanessa ou Zachary estava realmente diferente, nao tinha barba e estava com roupas bem mais simples, uma t-shirt preta e umas calças azuis combinadas com uns sapatos castanhos, estava lindo, claro, cada vez Vanessa se convencia mais que aquele homem nao conseguia ficar feio, nem que quisesse muito. Sem barba Zachary ficava mais novo e menos serio, no entanto nao menos elegante-
Zachary : boa tarde! pontual! gosto disso! -disse Zachary bem humorado-
Vanessa : nao gosto de chegar atrasada aos meus compromissos e muito menos deixar pessoas á minha espera senhor Zachary! -disse Vanessa também bem humorada-
Zachary : só Zac, por favor!
Vanessa : como queiras! vamos indo?! nao gosto de deixar a Maria á espera e se eu bem a conheço deve estar louquinha á nossa espera, a esta hora já todos sa salinha dela sabem que a seguir ela vai ao parque! -disse Vanessa a sorrir-
Zachary : sendo assim vamos e já antes que ela começa a subir paredes de tanto esperar! -bem humorados e as gargalhadas os dois saíram da sala de Zachary e deram um "xau" para Monique que sorriu nao ver o patrão feliz, por qualquer lugar que passassem daquela empresa os olhares estavam postos neles, era a primeira vez que viam Zachary naqueles trajes e a rir daquela maneira, sem falar que para os homens era impossível nao olhar para Zachary quando ele tinha ao lado dele uma morena sexy capaz de deixar qualquer um doido, saíram da empresa sem dar muita importância ao facto de todos olharem para eles, entraram no carro de Zachary e Vanessa surpreendeu-se quando viu uma cadeirinha rosa de bebe no banco de trás-
Vanessa : compras-te isto só por causa da Maria? -perguntou Vanessa admirada-
Zachary : claro, nao quero que lhe aconteça nada de mal no meu carro e usar cadeirinha é importante! -disse Zachary sem perceber o espanto de Vanessa-
Vanessa : os teus filhos devem ter sorte, es concerteza um grande pai! (nota da autora : eles já estavam dentro do carro e a viagem já tinha começado)
Zachary : quem me dera que tivesses razão e quem me dera ainda mais ter filhos, a minha noiva nao pensa ter filhos tão sedo, para ser sincero eu penso que ela nunca na vida vai querer ter um filho! -disse Zachary triste- ela nao quer estragar o corpo por causa de uma criança é modelo e para ela o corpo é tudo, só vou ter um filho se eles vierem do céu! -Zachary estava triste, Vanessa pôde perceber apenas a olhar para os olhos dele que á pouco estavam azul brilhante e agora estavam cinza, a tal mulher com quem ele se iria casar so podia ser parva, ou entao muito tapada, ter um homem como o Zachary era uma bênção e ter um filho ou filha com ele um sonho, como ela poderia nao querer ter um filho com ele?! Como ela nao queria ver um sorriso formar-se no rosto daquele homem ao dizer-lhe apenas que estava gravida?! Como?! Como?! Vanessa nao sabia, mas de uma coisa tinha a certeza, se um dia Zachary viesse a ter filhos iria ser o melhor pai do mundo, os filhos dele iriam ter sorte, assim como a mulher dele que seria abençoada por ter um homem como ele na vida-
Vanessa : hey, nao fiques assim, eu tenho a certeza que se tu falares com ela calmamente ela vai mudar de ideias, eu tenho a certeza, quando duas pessoas se amam têm de se sacrificar uma pela outra e eu tenho a certeza que ela o vai fazer, tens de dar tempo ao tempo, vocês ainda nem casados estão, têm é de aproveitar o tempo de namorados antes que ele acabe! -ingénua Vanessa mal sabia as razoes daquele casamento-
Zachary : ai é que esta! Quando duas pessoas se amam as coisas são bem mais fáceis mas quando um casamento te é imposto para conseguires aquilo que tu lutaste a tua vida toda as coisas mudam de figura! -okey Vanessa estava a boiar-
Vanessa : desculpa nao percebi! Como assim imposto? -perguntou Vanessa receosa por aquilo que podia ouvir-
Zachary : digamos que eu e a minha noiva fomos, ou pelo menos eu fui, obrigado a me casar com ela, ou casava ou nao herdava a empresa do meu pai. Ter aquela empresa sempre foi o meu sonho desde criança, lembro-me de acabar as aulas e ir a correr para o carro só para chegar mais depressa aquela empresa, aquilo marcou a minha infância e a minha vida e quando eu estava prestes a consegui-la o meu pai vem-me com este ultimato e eu tive de aceitar, ou era isso ou nao havia empresa para ninguém. Eu sei que para ti isto deve ser fútil mas para uma pessoa que como eu lutou por isto desde sempre é importante e se eu me tiver de casar com a Lindsay para o conseguir assim será, nem que depois de divorcie passado 2 semanas!
Vanessa : para mim nada disso é fútil, afinal tu só estas a lutar por aquilo que queres, e apenas estas a jogar com as armas que te deram, eu nao sou ninguém para te julgar! Ninguem mesmo, já te esqueceste de tudo aquilo que eu fiz e faço nesta vida?! Eu sou a ultima pessoa que te vai julgar seja por aquilo que for! -nem se quisesse o conseguia fazer, Vanessa achava Zachary um homem correcto e acima de tudo humano, era incapaz de o julgar seja por aquilo que fosse-
Zachary : ainda bem que assim é, ia custar-me mais tu julgar-me do que algumas pessoas com quem convivo o dia todo, acredita! (nota da autora : mais uma indirecta do nosso Zachary! será que é hoje que vai acontecer alguma coisa?!)
Vanessa : mas e a tua mãe, o que acha dessa historia do casamento?
Zachary : a minha mãe, coitada, nao tem coragem de contestar uma única ordem do meu pai, desde que me lembro é assim, o meu pai diz e nos fazemos!
Vanessa : eu percebo o que isso é quando eu morava com o meu pai também era assim, ele mandava eu fazia e se dizia alguma coisa para o contestar ele batia-me!
Zachary : tu ao menos ainda o contestaste ao meu pai nunca ninguém o contestou ate hoje!
Vanessa : como assim ate hoje? -perguntou Vanessa sem entender aquele "ate hoje"-
Zachary : o meu pai marcou um jantar com a minha noiva e os pais dela la em minha casa, como um pedido de desculpas por ontem, pensa que eu vou mas hoje eu não ponho os pés naquela casa, sei que amanha vou ouvir o cargo dos diabos mas estou pouco me lixando, ja tenho 30 anos e sou eu que mando na minha vida não ele! Ja muito faço em aceitar casar-me com a Lindsay!
Vanessa : eu não devia dizer isto mas acho que fazes bem, o teu pau não pode ter o controle da tua vida nas mãos dele, tu ja tens 30 anos e ja sabes o que queres da vida, e quanto a isso de casares com a Lindsay talvez ainda haja uma hipótese de isso não acontecer! -disse Vanessa a sorrir-
Zachary : não vejo qual, o meu pai quer que eu me case á força toda, diz que o casamento me da estabilidade e poder no mundo dos negócios, ele esta certo mas ainda não me conformei em ter de me casar com a Lindsay!
Vanessa : não cases! -disse Vanessa- o teu pai quer acima de tudo que tu cases certo? -Zachary apenas acenou que sim com a cabeça- então casa-te, mas não com a Lindsay! -Zachary olhou para ela sem perceber- se tu disseres ao teu pai que te apaixonaste por uma mulher e que queres casar com ela talvez ele tire essa ideia absurda da cabeça de te casar com essa tal de Lindsay, diz ao teu pai que não foi nada planeado mas que aconteceu! Diz ao teu pai que te casas com ela e que a amas, assim quem sabe o teu pai tira a Lindsay da cabeça! É juntar o útil ao agradável, livras-te da Lindsay, ficas com a empresa e casas com uma pessoa de quem gostas!
Zachary : era uma excelente ideia mas eu não tenho essa pessoa, não estou apaixonado por ninguém!
Vanessa : mas deves ter amigas em quem possas confiar e que te façam esse favor! Basta arranjares alguém em quem possas confiar e que saibas que não te vai deixar ficar mal! Bom bom era que o teu pai não a conhecesse, se ela fosse desconhecida talvez o teu pai caísse mais depressa!
Zachary . eu não vejo ninguém em quem possa confiar assim e ainda mais que o meu pai não conheça! (nota da autora : olha pro teu lado!!!) Todas as minhas amigas ou estão casadas ou então têm namorado, a única que eu conheço e que não namore é a Monique mas o meu pai conhece-a e sabe que entre nos nunca ouve nada!
Vanessa : e uma ex-namorada?! vocês podiam dizer que nunca se tinham deixado de amar e bla bla bla!
Zachary : sempre tive namoradas muito fúteis! Umas queriam cartões de credito para irem fazer compras, outras queriam jóias caras, outras só queriam saber se eu era bom na cama! Não tenho coragem de depositar essa confiança em nenhuma delas, são muito fúteis para isso! Eu preciso de uma pessoa em quem possa confiar, alguém que seja bom carácter, alguém que não saia por ia a espalhar que se vai casar comigo ou algo do género! Preciso de uma mulher com M grande! (nota na autora : eu acho que sei quem é essa mulher e vocês?!)
Vanessa : tens tempo para pensar nisso! Chegamos, a Maria deve estar louca á nossa espera! -saíram do carro e foram ate á salinha de Maria, a educadora veio falar com Vanessa e disse-lhe que nunca tinha visto Maria tão contente e mortinha por ir embora, perguntou-lhe o que se passava e Vanessa apenas disse que iria leva-la ao parque, entraram na salinha de Maria e assim que ela os viu abriu um sorriso lindo-
Largou os brinquedos que tinha na mão e foi a correr para o colo de Zachary que a agarrou surpreso pela atitude dela, aquela menina era apaixonante assim como a mãe que olhava para eles com um sorriso lindo na cara ...
Maria : estava a ver que vocês nunca mais chegavam! ja estava farta de estar á vossa espera! -disse Maria sem largar o pescoço de Zachary (nota de autora : a Maria tem 4 anos mas não é tolinha! kkkkkk)-
Vanessa : não chagamos assim tão tarde! -disse Vanessa dando um beijo na bochecha de Maria que ainda estava no colo de Zachary-
Zachary : vamos indo?
Maria : sim! -Vanessa pegou nas coisas de Maria e despediu-se na educadora, saíram da salinha dela e foram pro carro de Zachary onde ele pôs Maria na cadeirinha, Vanessa foi á frente com Zachary-
Zachary : eu pensei em irmos ao Central Park, pode ser?!
Maria : sim! eu ja fui la com a escolinha mas foi pouquinho tempo!
Vanessa : por mim também não tem problema! -disse Vanessa a sorrir ao ver o entusiasmo da filha, Zachary sorriu para as duas e arrancou para o Central Park, durante pode o caminho Maria veio a falar sobre o dia no infantário, disse o que fez, o que comeu, com quem brincou, ao que brincou ... Zachary e Vanessa sorriam cada vez que Maria abria a boca ela parecia estar feliz e tinha um brilho especial o olhar, brilho que Vanessa desconfiava saber do que se tratava, pela primeira vez desde que nasceu Maria estava a sentir que tinha uma família, uma família como a dos amigos da escola, com mãe e sobretudo com pai, coisa que preocupava Vanessa, nao queria que a filha sofresse, nao queria que ela se pegasse a Zachary e que depois nunca mais o visse, nao queria que a filha sofresse mas Vanessa nao podia fazer nada visto que ela própria tinha medo de se apegar demasiado a Zachary e que depois se tivesse de despegar, afinal ela hoje ficou a saber que em breve ele iria casar, chegaram ao Central Park e logo o sorriso de Maria aumentou, se é que isso era possível, se ela se risse mais um bocadinho a cara rasgava! Zachary tirou Maria da cadeirinha e assim que ela se viu no chão foi a correr para um baloiço, Zachary e Vanessa sentaram-se nuns bancos de jardim la perto, onde dava para prestar atenção a Maria enquanto conversavam ...
Vanessa : obrigado! -disse Vanessa com sinceridade ao olhar fundo nos olhos azuis de Zachary-
Zachary : obrigado porquê? -perguntou Zachary enquanto mexia numa mecha preta do longo cabelo negro de Vanessa-
Vanessa : por fazeres a minha filha feliz! nunca vi a Maria com um sorriso tão grande como hoje! -disse Vanessa a sorrir, com aquele sorriso encantador que deixava Zachary encantado-
Zachary : e estas agradecer-me porquê?! -disse Zachary também a sorrir ainda a mexer no cabelo de Vanessa-
Vanessa : porque é graças a ti que ela esta a sorrir desta maneira, é graças a ti que ela pela primeira vez esta a saber o que é ter um pai e eu nunca te vou conseguir agradecer por isso! -dito isto Vanessa abraçou Zachary num acto sem pensar, um abraço que foi retribuído com carinho por Zachary, foram separando-se aos poucos mas nao completamente, Vanessa pôs a cabeça no ombro de Zachary enquanto este tinha o braço em volta da cintura dela ...
Quem passa-se por ali ficaria a pensar que eram um casal de namorados aproveitar o dia, nada mais disseram, apenas ficaram coladinhos um ao outro, Vanessa de olhos fechados e Zachary com um sorriso parvo nos lábios, saíram do transe em que se encontraram quando ouviram Maria a chama-los levantaram-se e sem querer querendo foram ter com ela de mãos dadas, Maria estava em cima de um escorrega e saltou dele pro colo de Zachary que se começou a rir juntamente com Vanessa e Maria, pareciam uma família feliz, pai, mãe e filha, Zachary meteu Maria no chão, Maria pôs-se no meio deles e de mãos dadas foram os três dar um passeio pelo parque, brincaram a tarde toda, jogaram apanhada, esconde-esconde, cadeirinha, andaram de baloiço, tiraram fotografias e ate comeram um gelado onde Maria se sujou toda visto que o dela era de chocolate, foi a maior risota quando ela saltou pro colo de Zachary e o lambuzou de beijinhos com direito a chocolate e tudo mais, Vanessa contorcia-se de rir no banco de jardim onde estavam os três sentados. Nao era só Vanessa que ria, Zachary e Maria também juntamente com toda a gente que passava por eles la no Central Park, depois do gelado ouve ainda mais brincadeira, desta vez as coisas correram mal para Vanessa visto que foi ela a vitima do ataque de cossigas vindo de Zachary e Maria, Vanessa já nao aguentava de tanto rir, estavam os três na relva, Vanessa deitada e Zachary e Maria em cima dela a fazer cossigas. Quando Vanessa deu um berro eles pararam com as cossigas e olharam para ela com os olhos arregalados, Vanessa nao conseguiu deixar de sorrir quando viu 4 olhos azuis a olhar para ela, sentou-se na relva e deu um beijinho na bochecha de cada um que sorriram com o gesto, levantaram-se da relva e foram andando ate ao carro, Zachary e Vanessa de mãos dadas e Maria no colo de Zachary, chegaram ao carro, Zachary voltou a pôr Maria na cadeirinha e foi pro seu lugar, ao seu lado estava Vanessa, quando Zachary ia arrancar o seu telemóvel tocou, olhou pro visor e viu que era Lindsay, nao aceitou a chamada e desligou o seu iPhone pois sabia que mais chamadas iriam vir ...
Vanessa : nao vais atender? -disse Vanessa já prevendo quem seria-
Zachary : nao! nao era ninguém importante! -disse Zachary a sorrir- estão com fome?
Maria : muita! parece que tenho um rato no estômago! -disse Maria fazendo Zachary e Vanessa rir- nao riam estou a falar asserio! -disse Maria emborrada-
Zachary : okey já paramos! onde queres ir jantar princesa? -disse Zachary virado para Maria-
Vanessa : jantar?!
Zachary : sim! nao tens fome?
Vanessa : tenho mas esta quase na hora de eu ir trabalhar! -disse Vanessa com pena-
Zachary : sempre podes nao ir hoje!
Vanessa : eu tenho de ir! tenho de conseguir dinheiro Zac (nome que Maria inventou para Zachary), o fim do mês esta a chegar e eu tenho muitas coisas para pagar nao me posso dar ao luxo de nao ir trabalhar!
Zachary : e se eu te pagar!? pensa que eu sou um cliente teu e que tu estas a fazer um serviço! ficas com o dinheiro e vais jantar comigo e com a Maria! o que achas?!
Vanessa : eu nao posso aceitar! agradeço mas nao posso aceitar, tu já fizeste muito em passar a tarde comigo e com a Maria!
Zachary : o que eu fiz nao foi nada perto daquilo que eu posso fazer!
Vanessa : o que tu queres dizer com isso?
Zachary : tu nunca pensaste em ser modelo fotográfico?
Vanessa : eu?! modelo?! só em sonhos!
Zachary : nao sei porque dizes isso, eu acho que davas um excelente modelo, nao para passerelle visto que nao tens altura mas para fotografar concerteza!
Vanessa : Zac eu tenho 30 anos! quem vai querer uma modelo com 30 anos?!
Zachary : podes ter 30 mas aparentas ter prai uns 24, 25 anos, nao mais!
Vanessa : achas mesmo?
Zachary : claro que sim e amanha vamos tirar a prova dos 9, quando saíres do trabalho eu vou buscar-te e vamos ate á minha empresa para fazer-mos umas fotos contigo, se correr bem estas contratada! -disse Zachary a sorrir-
Vanessa : asserio?! -perguntou Vanessa ainda sem acreditar-
Zachary : claro que sim! eu acho que tu es a mulher indicada para a nova marca que nos vamos lançar! se tudo correr bem eu quero que tu sejas a nova cara da nossa empresa!
Vanessa : estas a brincar certo?!
Zachary : nao estou a falar muito asserio! Maria tu nao achas que a tua mãe dava uma boa modelo?! -perguntou Zachary a Maria que estava atenta á conversa-
Maria : acho! -disse Maria contente- linda como ela é ai ser a melhor!
Zachary : eu concordo contigo! e então Vanessa aceitas fazer o teste amanha?! lembra-te que este trabalho é fixo e pode mudar completamente a tua vida!
Vanessa : claro que eu aceito! -disse Vanessa sorridente, ser modelo nunca tinha passado pela sua cabeça mas agora que pensa nisso ate seria divertido ver a sua cara nas revistas e nas lojas! sem falar que ia ter dinheiro para ter uma boa vida com a sua filha, era tudo o que ela mais queria-
Zachary : óptimo! sendo assim amanha quando saíres do trabalho vais para a empresa e tiramos la as fotos!
Vanessa : tudo bem mas antes eu quero que me expliques como tudo aquilo funciona! -disse Vanessa entusiasmada-
Zachary . claro eu explico-te tudo enquanto jantamos! algum sitio em especial?!
Vanessa e Maria : McDonalds! -disseram Maria e Vanessa em coro fazendo Zachary rir-se, seguiram para o Mcdonalds e jantaram na maior animação, sempre a rir e a fazer piadas enquanto Zachary explicava tudo o que Vanessa tinha de fazer amanha, enquanto eles almoçavam na maior alegria na casa de Zachary o circo pegava fogo, Lindsay estava esterica por Zachary nao ter aparecido, já eram 8:30 e tinham marcado o jantar pras 7 horas, Lindsay já tinha tentado ligar para Zachary umas 30 vezes assim como o pai dele, Lindsay decidiu lugar para a empresa e perguntou por ele, quem atendeu foi Monique que disse que Zachary tinha saído á já horas atrás com uma senhora morena, mal Monique sabia nos sarilhos que tinha posto o patrão-



Por hoje é tudo! O maior capitulo que eu já escrevi! Espero que gostem e só volto a postar o próximo quando tiver 6 comentários! 
Sera que Vanessa se vai sair bem na sessão?! E Lindsay será que ela vai gostar de saber que a morena que saiu com o seu noivo vai trabalhar com ele?! Esperem pelo próximo capitulo para saberem! Beijos ate á próxima! 6 COMENTÁRIOS! BEIJOS Manu :)

7 comentários:

stephanie_95_7 disse...

Eles estão cada vez melhor!!
Adoro aquele clima entre eles...
Posta rapido
Bjss

Rayanee' disse...

cap perfeito
eles dois juntos são muito fofos
tomara que a consiga fazer a sessão
posta logo
beijoos

Evelly disse...

AH agora tô entendendo melhor
eles dois! o zac busca a vanessa
pra desabafar e por que gosta dela.
a vanessa busca no zac segurança e por que
óbvio gosta dele! ameeei muito
posta logo viu? bjss

Kim disse...

o cap ta muito bom, parabens

Gabi disse...

Muito bom o capitulo! Posta logo estou curiosa.

sarah evelin disse...

Amei o cap desculpa não comentar foi pq eu esquece mais ta aqui meu comente.postar logo estou curiosa não demora a postar os caps não viu beijos

Edyh_2011 disse...

Ameiii o cap
Eu nao comentem pq tive de ler e sair
Mas peço desculpas
Posta rapidinho
Kiss